Câmara aprova processo que pode cassar prefeito de Tucuruí

A Câmara abriu o processo que poderá resultar na perda de mandato do prefeito Artur Brito. (Foto: Reprodução)

A Câmara abriu o processo que poderá resultar na perda de mandato do prefeito Artur Brito. (Foto: Reprodução)

Os vereadores de Tucuruí, no sudeste paraense, aprovaram nesta sexta-feira (1°) o relatório que prevê o afastamento do prefeito Artur Brito, por ter se beneficiado com a morte de seu antecessor, Jones William. Agora, a Câmara abre procedimento que poderá resultar na cassação do mandato.

A decisão ocorreu durante sessão realizada nesta manhã, quando os vereadores aprovaram de forma unânime o relatório, que aponta Artur como o beneficiário direto da morte do prefeito. Na época do crime, Artur era o vice-prefeito, assumindo o cargo com a morte de Jones.

Artur está afastado do cargo desde o dia 13 de novembro, devido à uma decisão do juiz Pedro Enrico Oliveira. Agora, mesmo que a Justiça decida reconduzí-lo ao cargo, ele seguirá afastado da prefeitura.

Durante a sessão, também foi aprovada a abertura da Comissão de Apuração das Denúncias, que será formada pelos vereadores Antônio Joaquim Cunha (PPS) como presidente, Francisco Vieira de Almeida (PDT) como membro e Francisco Gualberto (DEM) como relator. A Comissão terá cinco dias para notificar o prefeito Artur Brito para apresentar em dez dias a defesa previa.

Com a decisão tomada pela Câmara de Vereadores, permanecem interinamente no cargo de prefeito de Tucuruí o vereador Bena Navegantes e, na função de presidente da Câmara, interinamente, o vereador Rony Santos pelo prazo inicial de 90 dias.

O CRIME

O prefeito Jones William foi executado a tiros no dia 25 de julho deste ano, enquanto visitava uma obra no bairro Cristo Vive. Dois homens em uma motocicleta fizeram uma emboscada e dispararam cinco vezes contra o prefeito, que chegou a ser encaminhado ao hospital, mas acabou morrendo.

A mãe de Artur Brito, Josy Brito, foi presa, apontada como mandante do crime.

(DOL)

Conteúdo Relacionado:

Sessão na Câmara de Tucuruí termina com bate-boca e arremesso de pedras
Acusada de envolvimento em morte de ex-prefeito de Tucuruí está em liberdade
Câmara de Tucuruí sofre atentado antes de votação sobre cassação de prefeito
Polícia fecha nove estabelecimentos durante operação
Homem que contratou pistoleiro para matar prefeito falará sobre crime
Mãe do prefeito de Tucuruí tem habeas corpus revogado
Contratante de pistoleiros que mataram prefeito é 

Sobre Manancial