Terça, 20 de novembro de 2018
(94) 99153-9530
Geral

21/09/2018 ás 09h19

Moraes Filho

Xinguara / PA

Bolsa Família beneficia mais de 947 mil no Pará
Famílias estão em situação de extrema pobreza
Bolsa Família beneficia mais de 947 mil no Pará

O Bolsa Família referente a setembro começou a ser pago ontem, beneficiando  947.586 famílias em situação de extrema pobreza ou vulnerabilidade social no Pará. Neste mês, o valor repassado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) é de R$  193.358.186,00, com o valor médio de R$ 204,05 por benefício. O pagamento segue até o próximo dia 30.


Em todo o País, a pasta está repassando R$ 2.593.466.106,00 para complementar renda de 13.738.030 famílias de baixa renda - R$ 188,78, em média. O Bolsa Família é voltado para as famílias inseridas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e que têm renda mensal por pessoa de até R$ 89, além daquelas com renda familiar mensal de até R$ 178 por pessoa e que tenham integrantes gestantes, crianças ou adolescentes. A quantia que cada beneficiário recebe varia conforme o número de pessoas na família, a idade de cada um e a renda declarada


Segundo o diretor do Cadastro Único do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Luís Henrique Paiva, os dados dos beneficiários devem estar sempre em dia. “Manter as informações do Cadastro Único atualizadas é importante para que possamos entrar em contato com as famílias e que as políticas públicas saibam onde as famílias se encontram. Qualquer alteração significativa como alteração de endereço, mudança de escola dos filhos ou na renda, informe ao Cadastro Único”, esclarece o diretor.


Além disso, ao se inscreverem no programa Bolsa Família, os beneficiários assumem compromissos nas áreas de Educação e Saúde. Com isso, as famílias se comprometem a realizar o pré-natal, a levar as crianças para vacinar e fazer com que a frequência escolar delas seja de 85% até os 15 anos de idade, e de 75% até os 17 anos. Para fazer o registro no Cadastro Único, o responsável pela família deve procurar um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) ou um posto de atendimento do Bolsa Família no município. É necessário levar documentos de identificação pessoal, como RG, carteira de identidade, carteira de motorista e certidão de nascimento de todas as pessoas que vivem na residência.


Para saber o dia em que é possível sacar o dinheiro, deve-se observar o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão. No primeiro dia, recebem as famílias com NIS de final 1. No segundo dia, os cartões terminados em 2 e, assim, sucessivamente. Os recursos ficam disponíveis para saque durante 90 dia


No geral, o Pará é o sétimo Estado com o maior número de beneficiários, atrás da Bahia (1.810.639 famílias), São Paulo (1.506.945 famílias), Pernambuco (1.141.965), Ceará (1.044.604),  Minas Gerais (1.022.204) e Maranhão (974.362). Dentre os municípios do Estado, Belém é o que aparece com o maior número de famílias beneficiárias, 114.872, e repasse correspondente de R$ 18.403.440,00 - valor individual médio de R$ 160,21. Na sequência aparece Ananindeua (34.863 famílias e repasse total de R$ 5.403.937,00); Abaetetuba (32.051 e R$ 6.637.361,00); Santarém (28.106 e R$ 5.340.745,00) e Cametá (19.631 e R$ 4.284.731,00).

FONTE: Por: O Liberal

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados