domingo, 16 de dezembro de 2018
(94) 99153-9530
Política

22/09/2018 ás 23h34

Moraes Filho

Xinguara / PA

O povo que paga: filhas de militares recebem pensões que superam os R$ 5 bilhões
Exército estima que há filhas de militares com direito a pensão até 2060
O povo que paga: filhas de militares recebem pensões que superam os R$ 5 bilhões

BRASÍLIA - Pensões pagas às filhas de militares mortos, muitas delas casadas e em idade produtiva, custam aos cofres públicos mais de R$ 5 bilhões por ano, mais do que toda a receita previdenciária das Forças Armadas em 2017, que ainda resistem em apresentar dados detalhados sobre um dos benefícios mais polêmico.


Ninguém sabe exatamente qual o motivo, mas o Exército brasileiro continua altamente privilegiado e blindado contra qualquer reforma previdenciária ou pensionista.


Prova disso são as pensões pagas às filhas de militares mortos, grande parte com idade produtiva para trabalharem. Pressionado pela imprensa, o Exército confirmou no mês passado o pagamento deste “benefício” quase infinito a mais de 110 mil filhas de militares.


O rombo nos cofres públicos é enorme. Somente este benefício custa aos cofres públicos mais de R$ 5 bilhões anualmente, mais do que toda a receita previdenciária das Forças Armadas. Para se ter ideia, o dinheiro seria suficiente para reformar todos os principais museus brasileiros e construir pelo menos 20 escolas em cada estado do país.


Apesar da confirmação dos dados, o Exército ainda resiste em apresentar dados detalhados sobre este que é um dos benefícios mais polêmicos. Embora este benefício tenha sido extinto em 2000, ele continuará sendo pago aos beneficiários pelo menos até o ano de 2060.

FONTE: (Fonte: O Globo)

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados