Terça, 20 de novembro de 2018
(94) 99153-9530
Nossa Opinião

04/10/2018 ás 09h04 - atualizada em 04/10/2018 ás 09h16

Moraes Filho

Xinguara / PA

FAKE NEWS/ A campanha da desmoralização e das mentiras iludindo o povo brasileiro
"Essa é uma questão que preocupa por causa do discurso de ódio”
FAKE NEWS/ A campanha da desmoralização e das mentiras iludindo o povo brasileiro

Quando bem poderiam utilizar a ferramenta para convencer o eleitor através de propostas, os anônimos preferem espalhar mentiras, e pior de tudo, levam uma grande maioria a acreditar nas suas inverdades.


Marina Silva invadindo uma fazenda no Acre: mentira. Ciro Gomes agredindo a atriz Patrícia Pillar: mentira. O padre Marcelo Rossi declarando voto: igualmente mentira. E até a apresentadora Fátima Bernardes, da TV Globo, pagando por uma reforma na casa do homem que deu uma facada em Jair Bolsonaro: outra mentira.


São só algumas das postagens repelidas pelas vítimas das fake news, praga que prolifera nas redes sociais nesta reta final da corrida eleitoral.


Na opinião da Associação dos Magistrados do Estado do Rio (Amaerj), "Essa é uma questão que preocupa por causa do discurso de ódio feita por  pessoas que se sentem protegidas pelo anonimato e têm prazer em espalhar ódio e preconceito.


PROPAGAÇÃO DA MENTIRA


No próximo domingo, dia 7 de outubro, o Brasil vai novamente às urnas. Muita coisa em jogo. O seu emprego. O direito ao décimo terceiro. A continuidade do Bolsa Família. O futuro das políticas públicas, do Pré-Sal, das crianças, jovens, adultos. De todas e todos. De todas as cores, raças, crenças, opções. A liberdade. O orçamento do governo federal. Os rumos do país.


Os Candidatos sem propostas se utilizam de mentiras, boatos e fake news para tentar enganar os eleitores. Com as redes sociais – o Facebook, o WhatsApp, o Youtube, o Twitter – ficou muito mais fácil se expressar. Que bom! Mas ficou muito mais fácil pregar mentiras também, infelizmente.


Muitas vezes, você pode estar ajudando a difundir mentiras, mesmo sem saber. Você pode estar sendo enganado, logicamente sem querer. Tem gente que também pode estar cometendo um crime ao mentir e divulgar notícias falsas. E assumindo, até de forma consciente, esse risco. Um risco que pode levar a consequências graves. Pessoas já foram até assassinadas, vítimas de linchamento, por causa de notícias falsas divulgadas contra elas.


Porque tanta mentira ao invés de se falar em politicas publicas para resolver o grave problema da nação? Não é com violência, mas por meio da democracia, de defesa de ideias e de projetos para o país e para as pessoas.


É por meio do diálogo. Na argumentação. No convencimento. E no respeito ao voto e na consciência de cada um e cada uma. É isso que nós, que acreditamos na democracia, defendemos.


Em outro tempo valia os argumentos de melhor proposta dos candidatos, hoje as redes sociais estão cheias de mentiras, criando falsas verdades, com absurdos para ganhar a eleição de qualquer forma.


Vale lembrar que esse artifício também foi usado para promover a ascensão do nazismo e o assassinato em massa dos judeus. E infelizmente estamos vivendo tais fatos que visam enganar a população, em suma. Para manipular eleições. Para desvirtuar a democracia.


MAMADEIRAS ERÓTICAS E OUTRAS MENTIRAS DOS CRIMINOSOS


Nessa eleição, já tivemos fake news abordando umas supostas mamadeiras eróticas; Jair Bolsonaro quando hospitalizado também foi vitima quanto tentaram menosprezar o ataque sofrido por ele.


A vice de Haddad Manuela D’ávila (PCdoB), teria recebido diversas ligações de Adélio Bispo de Oliveira, o criminoso que esfaqueou Bolsonaro; que Manuela D’Ávila utilizou uma camisa com a frase “Jesus é Travesti” que as urnas eletrônicas no Brasil já foram fraudadas;


Isso sem falar nas demais que rolam nas redes sociais tentando enganar a população. Mas isso não é uma exclusividade brasileira. Nos Estados Unidos em 2016 mesmo, a eleição de Donald Trump foi marcada por graves denúncias de atuação de grupos especializados em difundir informações falsas na Internet com vistas a influenciar o eleitor e o resultado.


Lamentavelmente o Brasil enfrenta essa arma da maldade. Mas dizem por aí que toda mentira tem as pernas curtas. Use sua inteligência em prol da democracia. Em prol da paz como ferramenta contra os que pregam a violência em um país onde há 86,8% cristãos.


AMIGO ELEITOR (A) USE SUA INTELIGENCIA NA HORA DE VOTAR 

FONTE: DA REDAÇÃO DO JORNAL MANANCIAL

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados