Segunda, 25 de junho de 201825/6/2018
(94) 99153-9530
Céu limpo
20º
20º
32º
Xinguara - PA
Erro ao processar!
Auto Posto Conquista
BRASIL
Redenção: Polícia prende três pessoas acusadas de participação no assalto ao Banco do Brasil de Rio Maria
Os acusados são apontados de ter participação no assalto a caixas eletrônicos, assaltos a carro forte na região do sul do Pará e Estado do Tocantins.
Moraes Filho Xinguara - PA
Postada em 08/02/2018 ás 09h50 - atualizada em 08/02/2018 ás 11h13
Redenção: Polícia prende três pessoas acusadas de participação no assalto ao Banco do Brasil de Rio Maria

Polícia acredita que o trio faz parte de uma forte quadrilha regional

Uma operação conjunta da Divisão de Investigação e Operações Especiais-Dioe, de Belém, comandada  pelo delegado Thiago Belieny chefe da Divisão de Repressão ao Crime Organizado-DRCO,  prendeu na manhã desta quarta-feira (07), três pessoas, acusadas de envolvimento com assalto a caixas eletrônicos de agencias bancarias na região do sul do Pará.  Dos três detentos uma é  mulher de um dos acusados.


Foram presos o casal Jhonatan e Elivânia, e o elemento de prenome Alexsandro. A prisão ocorreu no início desta manhã em duas residências. O casal foi preso em uma residência na rua Francisco Borges, no Setor Novo Horizonte. Alessandro, foi preso em uma outra residência que segundo a polícia, servia como base de apoio para assaltantes de banco, que praticaram assaltos na região do sul do Pará e no Estado do Tocantins.   


Em poder dos acusados a polícia encontrou dezenas de banana de dinamites e cordão para detonador. A polícia acredita que o trio teve envolvimento no assalto a caixas eletrônicos da Agencia do Banco do Brasil de Rio Maria e ao carro forte da Empresa de Valores Prosegur, ocorrido a poucos dias na Rodovia PA-279 próximo a cidade de Água Azul do Norte.


 


Durante a prisão um dos acusados disse que o artefato explosivo, seria usado para explodir minas em garimpos da região. ''Eu iria utilizar para explodir mina de cobre no garimpo,'' disse Alessandro. Um dos policiais que participaram da operação aproveitou a deixa do assaltante e disse. É realmente na gíria da malandragem ''Cobre'' significa dinheiro, então a dinamite seria usada na explosão de bancos que guardam dinheiro, representando garimpo para esses assaltantes'', completou o policial.   


De acordo com o delegado, os acusados possuem ligação com o bando que foi desarticulado a cerca de 15 na cidade Marabá, onde foram presos dois elementos, um foi morto durante troca de tiros com a polícia de cima de um telhado de uma residência e outros fugiram ao cerco policial. A polícia chegou até os acuados devido informações levantadas pelo número de aparelhos celulares dos envolvidos. 


O trio foi preso em Redenção e conduzido para um presidio da capital paraense minutos após as prisões. 


FONTE: Dinho Santos
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados