Quinta, 25 de abril de 2019
(94) 99153-9530
Política

12/04/2019 ás 10h21 - atualizada em 12/04/2019 ás 10h54

Moraes Filho

Xinguara / PA

Xinguara: Município vai à justiça contra Celpa para instalar Raio X no hospital municipal
Transformador de baixa potencia vem sendo a causa principal do impasse
Xinguara: Município vai à justiça contra Celpa para instalar Raio X no hospital municipal
Aparelho de Raio X semelhante ao que será instalado no hospital municipal

Há mais de ano a Secretaria Municipal de Saúde, ganhou dois aparelhos de Raio X para ser instalado no hospital municipal, de lá para cá muitas dificuldades surgiram, tais como adequação de salas, prazo para instalação e problemas de energia.  Passado esse tempo um dos aparelhos não serve mais, e o segundo, ainda hoje sem instalar.


O primeiro aparelho foi adquirido através do governo do estado, com esforços da deputada federal, Julia Marinho (PSC), mas foi entregue para o município sem condições de instalação e funcionamento em virtude da expiração da licença.


“Nem município e nem a deputada Julia Marinho tiveram culpa, pois o Estado que recebeu os aparelhos deveria informar aos parlamentares sobre o prazo de vencimento da licença para instalação, e não o fez”, questionou Rogerio Santos do Conselho de Saúde.


Como detalhe, após serem esgotadas todas as possibilidades, hoje esse Raio X servirá apenas para a retirada de peças de reposição. 


                        


Janaina Pereira e o deputado federal Joaquim Pasarinho, autor da emenda parlamentar


Transformador


Por outro lado a secretária de Saúde do município, Janaína Pereira garante que fez todos os procedimentos devidos para a instalação do segundo aparelho de Raio X, oriundo de emenda parlamentar do deputado federal Joaquim Passarinho (PSD).


O município fez sua parte, desde a estrutura física que irá receber esse aparelho até sua ligação, fizemos o processo de reforma e adequação da sala, beritamos paredes, construímos anexos, tudo conforme normas técnicas legais, contou a secretária.


Em relação à instalação do aparelho, a reportagem ouviu a diretora da unidade hospitalar, enfermeira Mayara Mendes. “Depois de tudo pronto tivemos a infelicidade de saber que nosso transformador era insuficiente para instalação do Raio X, que consome uma carga alta. Fizemos então vários contatos com a CELPA que nos respondeu que: “estão impossibilitados de atender a demanda solicitada, recomendando aumento de carga, com a substituição do atual transformador’.  


                          


                          Maiara Mendes, diretora do Hospital Municipal


Diante do impasse o prefeito Osvaldinho autorizou o Departamento Jurídico do Executivo a tomar as medidas judiciais cabíveis. “Vamos entrar com mandado de segurança para que a Celpa possa instalar o novo transformador, até porque somos consumidores de alta potencia de energia”, explicou. “Caso a justiça determine que seja por conta da prefeitura, Já determinamos que nosso departamento de licitação licite a compra do transformador”, afirmou. 


                        


“Se a justiça dizer que é nós que temos que comprar, vamos providenciar”. Prefeito Osvaldinho Assunção


Versão da Celpa


A Centrais Elétricas do Pará (Celpa) nega qualquer dificuldade para atender a demanda no hospital municipal de Xinguara. Ouvido pelo Jornal Manancial, o consultor da empresa que atende a região sul do Pará, João Pedro, disse que a única responsabilidade da Celpa nesse caso, é fazer o estudo do projeto e a vistoria em campo.


Pedro informou que o transformador que atende o hospital municipal hoje, é de 75 KVA e precisa ser substituído de preferência por um de 150 KVA, pois só o aparelho de Raio X consome 60 KVA. Mas nesse caso do hospital, disse ele, a obra é de responsabilidade da Secretaria de Saúde, pelo fato do hospital ser cliente do grupo A e ter demanda muito alta.


“A normativa da empresa nós orienta que até uma certa demanda de carga a Celpa atende o cliente, mas não podemos colocar duas medições de grupos de modalidades tarifarias diferentes, e lá no hospital já tem uma medição do grupo A e a norma não permite”, explicou.


Importância


O equipamento de raio X é um dos mais importantes quando o assunto é diagnóstico por imagem. De baixo custo e disponível na grande maioria dos serviços de saúde do país, o Raio X serve para avaliar as condições de órgãos e estruturas internas como o pulmão e a coluna, para pesquisar fraturas e para acompanhar a evolução de tumores e doenças ósseas, entre outros.

FONTE: JORNAL MANANCIAL

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados