domingo, 21 de julho de 2019
(94) 99153-9530
Política

16/04/2019 ás 00h07 - atualizada em 16/04/2019 ás 00h14

Moraes Filho

Xinguara / PA

Cadê o asfalto que deveria estar aqui?
O programa consumiu R$ 360 milhões no governo passado. AGE faz vistorias
Cadê o asfalto que deveria estar aqui?

Equipes da Auditoria Geral do Estado (AGE) já estão percorrendo municípios do sudeste paraense que teriam sido beneficiados pelo programa Asfalto na Cidade, implantado na gestão passada. A iniciativa, denominada operação Tapa Buracos, começou no início da semana, e objetiva fiscalizar a existência ou não das obras, que só no ano passado consumiram mais de R$ 360 milhões do orçamento estadual.


As visitas técnicas, coordenadas pelo engenheiro Filipe Gianino, já ocorreram nas cidades de Breu Branco, Tucuruí e Novo Repartimento. As informações que estão sendo levantadas vão subsidiar a investigação preliminar, instaurada pela AGE, para apurar as irregularidades na execução do programa.


Além das vistorias, os técnicos da AGE também estão fazendo uma análise minuciosa dos convênios do Asfalto na Cidade assinados com inúmeras prefeituras, os quais também são alvos de ações judiciais.


                          


Após esse trabalho, a AGE vai poder fazer um cruzamento entre as obras efetivamente realizadas e o dinheiro gasto que foi declarado na execução dos projetos. Algumas das fotos que aqui aparecem se referem  a obras em dezenas de cidades do interior onde ruas e vias de acesso, embora constem nos papéis oficiais como prontas, não receberam um pingo sequer de asfalto.


Em Itupiranga, uma das empresas responsáveis pelas obras, a Leal Junior, começou um trabalho com máquinas para completar um serviço que oficialmente é dado como concluído. Quem pagou pela obra inconclusa e quanto pagou? E por que não fiscalizou a obra?


Com a palavra, os ex-gestores da coisa pública.


                          


                           

FONTE: BLOG VER-O-FATO

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados