Terça, 18 de junho de 2019
(94) 99153-9530
Cidades

12/06/2019 ás 19h20 - atualizada em 12/06/2019 ás 19h22

Moraes Filho

Xinguara / PA

Comissão de Direitos Humanos publica nota de repúdio a homicídio de sindicalista
Segundo a Comissão, Cabral é o terceiro líder sindical morto em Rio Maria
Comissão de Direitos Humanos publica nota de repúdio a homicídio de sindicalista

A Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Pará publicou na manhã desta quarta-feira (12) uma nota de repúdio ao assassinato do líder sindical Carlos Cabral Pereira, morto na tarde de ontem (11) em Rio Maria. Ele está sendo velado nesta manhã e será enterrado às 17h.


Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) de Rio Maria e dirigente da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB) no Pará, Carlos era atuante na defesa aos trabalhadores rurais.


Na nota publicada pela comissão, o órgão expressa "indignação ao assassinato do sindicalista", ao caracterizá-lo como um "crime bárbaro".


"Esta não foi a primeira vez que Cabral teria sido vítima de tentativa de assassinato. Em 1991 ele foi baleado em uma emboscada" diz a nota.


O documento também afirma que Carlos era "dedicado à luta pela reforma agrária" e "militante do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), como João Canuto, trabalhador rural brutalmente assassinado com 12 tiros em 18 de dezembro de 1985". "Após seis meses da morte de Canuto o seu sucessor na presidência do STR, Expedito Ribeiro de Souza, também foi assassinato. Cabral é o terceiro líder sindical morto em Rio Maria, região sudeste do estado" completa.


Por fim, a comissão reafirmou "seu compromisso de defesa pela vida e luta dos trabalhadores e trabalhadoras do campo em um cenário nacional político de desmonte de políticas públicas e perdas de direitos" e garantiu que irá acompanhar e cobrar dos órgãos públicos que "este crime brutal seja apurado, os responsáveis sejam devidamente identificados e levados à justiça".


"Aos familiares de Cabral nossa solidariedade nesse momento de grande perda" conclui a nota.


Fonte: O Liberal


MÍDIA


  

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados