Sexta, 22 de novembro de 2019
(94) 99153-9530
Cidades

15/06/2019 ás 23h47 - atualizada em 15/06/2019 ás 23h56

Moraes Filho

Xinguara / PA

BANNACH: Assassino do pecuarista Adauto Queiroga é morto em confronto com a polícia
Além de matar ele roubou das vítimas a quantia de R$ 3 mil, uma corrente de ouro, aparelhos celulares, um relógio e um veículo camionete Chevrolet S-10.
BANNACH: Assassino do pecuarista Adauto Queiroga é morto em confronto com a polícia
Adauto Queiroga foi vítima de latrocínio

Desde que foram informados do assassinato do pecuarista Adauto Pereira de Queiroga (74) e do seu primo, Manoel Olímpio de Queiroga (76) em uma fazenda no município de Bannach, supostamente assassinados na noite do dia 26 ou 27 de maio último, pois os corpos foram encontrados dia 28 já em estado de decomposição – policias da Delegacia de Polícia Civil de Rio Maria sob o comando do delegado Carlos César, passaram a investigar o caso, que culminou com uma operação na manhã deste sábado (15) onde o acusado Luzivaldo Rodrigues da Silva foi localizado, e durante a abordagem ele reagiu e foi alvejado fatalmente. 


                                                                                


                                                                        Luzivaldo foi localizado no município e Novo Repartimento


Luzivaldo foi localizado em um endereço no município e Novo Repartimento, e segundo a Polícia Militar ele desobedeceu à ordem de prisão e começou a atirar contra os policiais que revidaram, ocasionando no óbito do acusado. 


As investigações apontam que Luzivaldo Rodrigues, o qual trabalhava como caseiro na propriedade rural da vítima Adalto Queiroga, matou os dois homens, utilizando uma arma de fogo de propriedade de Adauto, e após o crime, ele roubou das vítimas a quantia de R$ 3 mil, uma corrente de ouro, aparelhos celulares, um relógio e um veículo camionete Chevrolet S-10.


                        


Assassino do pecuarisra caiu morto após enfrentar a polícia


O delegado disse ainda que Luzivaldo utilizou um animal (burro) para arrastar os corpos das vítimas até um matagal próximo da residência com o intuito de ocultar os cadáveres. As investigações contaram com apoio da 14° RISP - Superintendência Regional do Alto Xingu. (Lourivan Gomes / da redação)

FONTE: JORNAL A NOTICIA

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados