Sexta, 23 de agosto de 2019
(94) 99153-9530
Colunistas

10/08/2019 ás 18h45 - atualizada em 10/08/2019 ás 18h58

Moraes Filho

Xinguara / PA

PT-PCC: Jeito de armação, cara de armação, cheiro de armação. É armação!!!
Se é armação ou não, não sei. Lamento é não poder confiar, hoje em dia, em órgãos independentes de investigação.
PT-PCC: Jeito de armação, cara de armação, cheiro de armação. É armação!!!

"Pra você ver, o PT com nois [sic] tinha diálogo. O PT tinha diálogo com nois cabuloso, mano, porque… situação que nem dá pra nois ficar conversado a caminhada aqui pelo telefone, mano. Mas o PT, ele tinha uma linha de diálogo com nois cabulosa, mano".


Essa é uma fala atribuída a Alexsandro Roberto Pereira, conhecido como "Elias". Ele seria membro do PCC. A conversa integra o material colhido pela Polícia Federal na operação "Cravada'.


Elias tem mais elogios a fazer a Moro:
"Esse Moro aí, esse cara é um filha da puta, mano.  Ele veio pra atrasar. Ele começou a atrasar quando foi pra cima do PT".


A assessoria de Moro deveria contratar "Elias" para cuidar da imagem do ministro. Afinal, na conversa acima, ele só não chama o ex-juiz de bonito…


Será que o bandido é da cúpula do PCC? Informa Folha:
"Segundo integrantes do Ministério Público, da Secretaria de Administração Penitenciária e das polícias Militar e Civil do estado de São Paulo ouvidos pela Folha, Elias é pouco expressivo na facção, sem cargos de relevo, e demonstra pouco conhecimento da transferência, solicitada em 2018 pelo Ministério Público de São Paulo, então sob o governo de Marcio França (PSB)"


RETOMO
Dizer o quê? Quem já conversou com Marcola sabe que o PCC e a sua cúpula são, infelizmente, bem mais articulados do que a caricatura de bandido que aparece acima.


Será que o tal "Elias" é mesmo tão poderoso no PCC, como tentam fazer crer os morominions e os bolsominions, a ponto de ter conhecimento de causa e domínio de supostos acordos com partidos políticos?


Se é armação ou não, não sei. Lamento é não poder confiar, hoje em dia, em órgãos independentes de investigação. De uma coisa, no entanto, eu sei: raramente vi alguma coisa com tamanho cheiro de armação, jeito de armação, vocabulário de armação, "timing" de armação…


E, por óbvio, lamente-se a irresponsabilidade com que um troço dessa natureza é vazado, não é? Existe vínculo com o PT? Qual é o indício? Que elementos há? O que se tem além da fala do tal Elias?


A disposição de demonizar a legenda não é uma suposição. Trata-se de uma evidência. Ora, de posse de uma fala dessa gravidade, cumpriria um profundo trabalho de investigação. Buscou-se algo bem diferente, não é mesmo?


Mais: o PT deixou o poder em 2016. Então o suposto esquema com o partido teria sido mantido nos dois anos de governo Temer, vindo a ser desmantelado só agora, com a chegada do Batman ao Ministério da Justiça?


O PCC é hoje uma organização criminosa nacional, com ramificações até em países vizinhos. Mas seu coração é paulista, e todo mundo sabe disso. Os petistas nunca governaram o Estado de São Paulo. Então o PCC sempre conseguiu atravessar os filtros de sucessivas gestões tucanas dos presídios para negociar diretamente com o PT?


A coisa vai além do ridículo.


A conclusão é inescapável: se a conversa do tal "Elias" não integra, ela mesma, uma armação asquerosa, a sua divulgação, sem dúvida, constitui mais um esforço de tirar de foco os descalabros e os crimes cometidos pela Lava Jato.


Não vai adiantar.


Parece que se tentou criar uma narrativa realmente robusta, não? No roteiro imaginado, Lula iria para um presídio numa quinta, e, na sexta, viria a público uma conversa de bandidos, segundo a qual bom mesmo era o governo do PT, com quem haveria "diálogo cabuloso", e, ora vejam!, o grande inimigo do crime organizado é Sérgio Moro.


O roteiro é razoável.


Falta caprichar na verossimilhança das personagens e dos diálogos.


Ficou com cara de personagem de novela da Record.


Reinaldo Azevedo


** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL/Manancial

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
REINALDO AZEVEDO

REINALDO AZEVEDO

Blog/coluna EM BUSCA DO CONHECIMENTO
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados