Terça, 19 de novembro de 2019
(94) 99153-9530
Esportes

02/09/2019 ás 21h51 - atualizada em 02/09/2019 ás 21h56

Moraes Filho

Xinguara / PA

Torcida do Cruzeiro entoa grito homofóbico e jogo segue mesmo com proibição
A música começou depois que o sistema de som do Mineirão anunciou o gol do Corinthians contra o Galo
Torcida do Cruzeiro entoa grito homofóbico e jogo segue mesmo com proibição
Imagem: Reprodução/Twitter

Ontem (1), durante a partida entre Cruzeiro e o Vasco, a torcida do time mineiro gerou polêmica após entoar um canto homofóbico no final da partida. O jogo no Mineirão seguiu mesmo após a proibição determinada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). que condena esse tipo de conduta dentro de estádios de futebol.


O canto com base em discurso de ódio contra a comunidade LGBTQ+ foi criado pela torcida organizada Máfia Azul. A música começou depois que o sistema de som do Mineirão anunciou o gol do Corinthians contra o Galo, no final do jogo, aos 42 minutos do segundo tempo.


"Cachorrada filha da pu**, chupa ro** e dá o c*. Ei, Galo, vai tomar no c*! Ei, Galo, vai tomar no c*! Sou eu, sou eu, sou eu da Máfia Azul sou eu, até morrer!", dizia o canto entoado pelos torcedores, concentrado no setor amarelo, onde fica a torcida organizada.


No primeiro jogo em casa após determinação do STJD e mesmo com campanha do Cruzeiro, torcedores entoam canto homofóbico. Além da possibilidade do clube perder pontos, é crime! Leia mais:


O árbitro Marcelo Aparecido, substituto do árbitro Héber Roberto Lopes, deixou o jogo seguir após o canto. O juiz também ignorou a proibição do STJD. O Cruzeiro não se manifestou sobre o assunto até então.


Do UOL, São Paulo


O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados