Quinta, 17 de outubro de 2019
(94) 99153-9530
Colunistas

17/09/2019 ás 10h22

Moraes Filho

Xinguara / PA

Resenha política avalia momento político de Xinguara
Até uma terceira via foi avaliada como podendo ser uma novidade para as eleições de 2020
Resenha política avalia momento político de Xinguara

Nesta segunda-feira 16, à noite na residência do vereador e pré-candidato a prefeito de Xinguara, aconteceu uma reunião política com a presença de representantes de diversas siglas partidárias. O papo único foi sobre a atual conjuntura política do município e previsões para as eleições de 2020.


O encontro não partiu do vereador Roberto, mas de outros líderes e articuladores que tentam desvendar o “mistério”, sobre as definições que visam a campanha municipal.


As probabilidades de várias vertentes foram colocadas na mesa da resenha, tais como: Dr. Moacir e Janaína apoiados pelo atual prefeito Osvaldinho Assunção/ Roberto Yamaha x Henrique Lauriano/ ou Roberto x Amarildo/ Vilmones e Amarildo ou ainda Vilmones x Henrique Lauriano, dentre outras opções.


Quem seria o candidato do PL liderado pelo deputado Alex Santiago? A pergunta foi a tônica das avaliações, uma vez que – praticamente está definida a filiação de Moacir – e nesse caso o partido seria o único a ter dois pré-candidatos a prefeito. Roberto Yamaha x Moacir.


Na condição de anonimato, um dos participantes informou que o deputado Alex, teria sido bem claro ao afirmar que Moacir é bem-vindo ao partido, mas que o pré-candidato da sigla é o vereador Roberto.


A informação animou ainda mais alguns dos participantes que afirmam não votar em Moacir. “Acreditamos que na hipótese de uma pesquisa para definir nomes, o Roberto tem tudo para vencer, e se for o candidato do grupo terá meu apoio tranquilamente”, explicou um dos líderes.


A resenha avaliou com responsabilidade o andamento das pré-candidaturas, e sempre observando que todos terão que trabalhar para derrotar o candidato do governo, Amarildo Paulino, que vem de duas candidaturas e a última bem votado.


SEGUE APÓS A MÍDIA



Os participantes acreditam que Amarildo já estagnou dentro de uma margem de votos que não dá para ganhar a eleição de 2020. Outros apostam em sua decadência tendo por base o auto índice de rejeição, que “as pesquisas” internas apontam.


Mas nesse campo de avaliações a Resenha também aposta no desgaste do médico Moacir, que dependendo da escolha do vice poderá dá um tiro no pé (ditado popular).


A profundidade das avaliações da resenha desta segunda-feira, chegou a observar a possibilidade de eleição de uma terceira via que não viria ligada ao governo atual, mas a uma conjuntura de lideranças com apoio do agronegócio. Nesse barco estariam o secretário de Educação, Vilmones Silva, o vereador Roberto e o empresário Henrique Lauriano.


Como detalhe, a RESENHA encerrou prometendo se reunir a qualquer momento


Por/Moraes Filho - Jornal Manancial



O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
MORAES FILHO

MORAES FILHO

Blog/coluna comentarista político
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados