Quinta, 17 de outubro de 2019
(94) 99153-9530
Política

07/10/2019 ás 22h00 - atualizada em 07/10/2019 ás 22h19

Moraes Filho

Xinguara / PA

Rio Maria: Eleição de conselheiros tutelares é suspensa pela justiça
Os indícios são de que eleitores tenham votado mais de uma vez em todas as seções eleitorais
Rio Maria: Eleição de conselheiros tutelares é suspensa pela justiça

Durante o domingo, 2.979 eleitores foram às urnas, com votação nos 12 colégios eleitorais distribuídos pela cidade e também na zona rural do município. Os eleitos foram conhecidos ainda na noite de domingo e assumiriam seus cargos no dia 1º de janeiro de 2020 para um mandato de quatro anos. Conforme divulgado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), organizador do processo, os novos conselheiros do município, eleitos por ordem de quantidade de votos foram os seguintes:  Maria de Fátima Vieira Rodrigues com 374 votos; Gilcilene do Nascimento Santos Silva com 284 votos; Renata Torres Pereira 283 votos; Maria de Fátima dos Santos Silva, 265 votos e Anarlete Rodrigues da Silva com 216 votos.


Mas, nesta segunda-feira 7, eleitores e candidatos vitoriosos foram pegos de surpresa por uma decisão judicial que anulou o pleito deste domingo. O Ministério Público verificou uma grande suspeita de fraude nas eleições e ingressou com medida requerendo a suspensão. Conforme a decisão, a listagem e correspondência dos locais de votação demonstra que em todas as seções de votação o eleitor votou mais de uma vez constituindo fraude ao sistema de voto único, bem como a contaminação todo o processo eleitoral.


SEGUE APÓS A MÍDIA



Diante do fato, a justiça determinou a suspensão da nomeação e posse dos Conselheiros Tutelares eleitos neste domingo dia 6, em Rio Maria.


O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e a Comissão Organizadora do Processo Eleitoral, informou à imprensa que está apurando os indícios de irregularidades e quem for o culpado será responsabilizado administrativamente e civilmente por tentativa embaraçar o processo durante as eleições deste domingo.

FONTE: por-Moraes Filho da redação do Manancial, com informações do Conselho Tutelar

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados