Sábado, 07 de dezembro de 2019
(94) 99153-9530
Cidades

23/11/2019 ás 11h57

Moraes Filho

Xinguara / PA

Governo Federal anuncia para 2020 implantação de escola cívico-militar em Santarém
Anúncio do projeto-piloto foi feito nesta quinta-feira (21) pelo Ministério da Educação. Escolas estarão em 23 estados e no Distrito Federal.
Governo Federal anuncia para 2020 implantação de escola cívico-militar em Santarém
Ministro da Educação, Abraham Weintraub (centro), destacou o uso de critérios técnicos para escolher os municípios — Foto: Luís Fortes/MEC

O Ministério da Educação anunciou nesta quinta-feira (21) que Santarém, no oeste do Pará, será uma das cidades contempladas com implantação de uma escola cívico-militar em 2020, juntamente com uma em Ananindeua e duas em Belém. Ao todo, serão 54 instituições de ensino neste projeto-piloto.


A parceria do MEC com o Ministério da Defesa, que busca promover um salto na qualidade educacional do Brasil, vai ser implementada em 38 escolas estaduais e 16 municipais. A região Norte será contemplada com 19 escolas.


Cerca de 1.000 militares da reserva das Forças Armadas, policiais e bombeiros militares da ativa vão atuar na gestão educacional das instituições. Segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub, as escolas começam a funcionar já na volta às aulas.


CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE



Recursos


Em 2020, o MEC destinará R$ 54 milhões para levar a gestão de excelência cívico-militar para 54 escolas, sendo R$ 1 milhão por instituição de ensino. São dois modelos. Em um, de disponibilização de pessoal, o MEC repassará R$ 28 milhões para o Ministério da Defesa arcar com os pagamentos dos militares da reserva das Forças Armadas. Os outros R$ 26 milhões vão para o governo local aplicar nas infraestruturas das unidades com materiais escolares e pequenas reformas — nestas escolas, atuarão policiais e bombeiros militares.


Critérios


De militares a gestores, todos os envolvidos com o programa das escolas cívico-militares passarão por uma capacitação promovida pelo MEC. Antes do início das aulas, pontos focais das secretarias de Educação estaduais e municipais, diretores, professores, militares e profissionais de educação participarão de uma formação presencial e/ou a distância.


Entre os temas que serão abordados estão o projeto político-pedagógico, as normas de conduta, avaliação e supervisão escolar, além da apresentação das regras de funcionamento das escolas e as atribuições de cada profissional.


Por G1 Santarém — Pará

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados