Sábado, 07 de dezembro de 2019
(94) 99153-9530
Cidades

23/11/2019 ás 12h00 - atualizada em 23/11/2019 ás 12h13

Moraes Filho

Xinguara / PA

Conceição: Escola é interditada, sob risco de desabamento, no sudeste do Pará
Entre os problemas identificados no prédio estão rachaduras em paredes, piso e colunas de sustentação, goteiras, falta de merenda, banheiros sujos e bebedouros imundos.
Conceição: Escola é interditada, sob risco de desabamento, no sudeste do Pará
Escola Municipal de Ensino Fundamental Bom Jesus, em Conceição do Araguaia, é interditada com risco de desabamento. — Foto: Reprodução

Com risco de desabamento, Justiça determina interdição imediata da Escola municipal de Ensino Fundamental Bom Jesus (EMEF Bom Jesus), em Conceição do Araguaia, no sudeste do Pará. O município deve providenciar o remanejamento dos alunos para o local adequado. A decisão foi emitida nesta quarta-feira (20) após pedido por meio de ação civil pública do Ministério Público do Pará (MPPA).


Após uma visita à escola, o promotor do caso constatou diversos problemas na estrutura do prédio. Em maio deste ano, outra inspeção verificou as péssimas condições do local e nenhuma melhoria foi realizada desde então.



Rachadura em coluna de sustentação na escola municipal em Conceição do Araguaia. — Foto: Reprodução


Na primeira vistoria, a promotoria constatou problemas na escola como falta de mobílias e extintores de incêndio, insegurança devido a falta de vigias, falta de rampas de cadeirantes e rede elétrica mal instalada, que foi alvo de denúncias de um aluno que já disse ter sofrido um choque devido a péssima instalação.


CONTINUA APÓS PUBLICIDADE



Em uma segunda inspeção, realizada em novembro, os mesmos problemas da primeira vistoria foram identificados, com o acréscimo de novas deficiências na estrutura do prédio como rachaduras nas paredes, piso e colunas de sustentação, goteiras, falta de merenda, banheiros sujos e lixo queimado no pátio da escola.



Bebedouro em péssimas condições da escola municipal Bom Jesus. — Foto: Reprodução


A decisão prevê que os alunos sejam remanejados para um local com condições para concluir o ano letivo pelo tempo necessário e com a garantia de deslocamento, segurança, alimentação e materiais necessários para os alunos. Em caso de descumprimento da sentença, foi prevista a aplicação de multa diária de R$5 mil, com limite de R$200 mil.


 


G1/Pará

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados