Sábado, 21 de julho de 201821/7/2018
(94) 99153-9530
Claro
20º
28º
33º
Xinguara - PA
dólar R$ 3,80
euro R$ 4,46
Auto Posto Conquista
POLÍTICA
DEFESA DIZ QUE LULA FOI CONDENADO POR 'CRIME SEM CONDUTA' E QUE VAI RECORRER AO STJ
"Vamos recorrer sim. Discute-se isso no STJ, em nível de recurso especial, e no Supremo, em nível de recurso extraordinário", completou o advogado.
Moraes Filho Xinguara - PA
Postada em 08/04/2018 ás 16h43
DEFESA DIZ QUE LULA FOI CONDENADO POR 'CRIME SEM CONDUTA' E QUE VAI RECORRER AO STJ

Defesa do ex-presidente Lula pretende recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para que ele seja posto em liberdade; para os advogados, Lula foi condenado uma pena de 12,1 anos de prisão "por um crime sem conduta" no caso que ficou conhecido como tríplex do Guarujá;  "Os argumentos ao STJ são inúmeros, inclusive atipicidade da conduta", disse o advogado José Roberto Batochio; "De quem é o apartamento?", questiona  sobre o fato do apartamento estar em nome da empreiteira OAS e que, inclusive, foi penhorado pela Justiça para pagar dívidas da construtora


247 - Defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pretende recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para que ele seja posto em liberdade. Para os advogados, Lula foi condenado uma pena de 12,1 anos de prisão "por um crime sem conduta" no caso que ficou conhecido como tríplex do Guarujá. "Os argumentos ao STJ são inúmeros, inclusive atipicidade da conduta", disse o advogado José Roberto Batochio. "De quem é o apartamento?", questionou.


A pergunta de Batochio refere-se ao fato do apartamento estar em nome da empreiteira OAS e que, inclusive, foi penhorado pela Justiça para pagar dívidas da construtora. Segundo a Lava Jato, porém, o apartamento pertenceria a Lula que o teria recebido de forma indevida em troca de contratos firmados pela Petrobras junto a OAS.


"Alguma vez na vida alguém viu o Lula saindo de toalhinha no pescoço, de sunga, ou com as chaves (do triplex) na mão? Qual o ato que Lula praticou para receber a reforma da cozinha do imóvel? Qual o objeto da corrupção? Ora, o que precisa para condenar um inocente? Só a boa vontade do acusador e do julgador? Trata-se de um crime sem conduta", perguntou Batochio. "Vamos recorrer sim. Discute-se isso no STJ, em nível de recurso especial, e no Supremo, em nível de recurso extraordinário", completou o advogado.


Batochio também questiona o fato de uma parte dos juízes da Lava Jato ser de Curitiba. "Uma coisa me intriga muito, longe de querer insinuar qualquer coisa, mas há uma coincidência sobre a qual chamo a atenção, os juízes deste processo são de Curitiba. Já disseram que estamos diante de uma Conexão Araucária", observou.


"Quando a história julgar esse processo, uma condenação sem crime, sem atos praticados pelo condenado, uma coisa absolutamente forçada, artificial, cerebrina, quando a história se deparar com esse fato, não sei quando será, mas será, haverá um julgamento nos moldes do Tribunal de Nuremberg", completou.

FONTE: BRASIL 247
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados