Sábado, 21 de julho de 201821/7/2018
(94) 99153-9530
Claro
20º
30º
33º
Xinguara - PA
dólar R$ 3,80
euro R$ 4,46
Auto Posto Conquista
POLÍCIA
Acusado de matar prefeito de Goianésia tem Habeas Corpus negado
Prefeito foi assassinado quando participava de um velório, em janeiro de 2016
Moraes Filho Xinguara - PA
Postada em 24/04/2018 ás 09h26
Acusado de matar prefeito de Goianésia tem Habeas Corpus negado

Agnaldo Peixoto de Alencar, acusado de crime de homicídio em que foi vítima João Gomes da Silva, à época prefeito de Goianésia do Pará, teve o pedido de habeas corpus liberatório negado pelos integrantes da Seção de Direito Penal do Tribunal de Justiça do Pará. O recurso em que requeria sua liberdade, sob o argumento de constrangimento ilegal por excesso de prazo para o começo da instrução criminal, foi apreciado na segunda-feira (23) e negado à unanimidade de votos.


Conforme a relatora, não há incidência de constrangimento ilegal, considerando estar o processo em tramitação normal, com audiência marcada para o próximo dia 9 de maio deste ano. Além disso, a relatora destacou que permanecem presentes no processo os motivos que ensejaram a determinação de prisão preventiva, dentre eles a garantia da ordem pública e a aplicação da lei penal, considerando que o réu estava foragido, sendo capturado em dezembro de 2016, em Terezina, Piauí.


O crime foi cometido em janeiro de 2016, quando o prefeito estava em um velório, no centro da cidade, quando dois homens chegaram em uma moto e efetivaram seis disparos contra João. Agnaldo também responde por tentar contra a vida de Senir Costa Fernandes, que foi atingida na ocasião em que o prefeito foi assassinado.

FONTE: Portal ORM com informações do Tribunal de Justiça do Pará
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados