Sábado, 23 de junho de 201823/6/2018
(94) 99153-9530
Céu limpo
22º
24º
32º
Xinguara - PA
Erro ao processar!
Auto Posto Conquista
POLÍTICA
STF barra voto impresso nas eleições
Por 8 a 2, ministros atenderam pedido da procuradora-geral da República, que era contra medida estabelecida em 2015
Moraes Filho Xinguara - PA
Postada em 07/06/2018 ás 08h53 - atualizada em 07/06/2018 ás 09h02
STF barra voto impresso nas eleições

Ministros julgaram ação da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que considerou a reintrodução do voto impresso um retrocesso (Cristiano Mariz/VEJA)

Supremo Tribunal Federal  concedeu, nesta quarta-feira, medida cautelar para barrar o uso do voto impresso nas eleições. A Corte julgou ação da procuradora-geral da República Raquel Dodge, que considerou um ”verdadeiro retrocesso” a reintrodução desta modalidade.


O relator da ação, Gilmar Mendes, foi o primeiro a votar e decidiu que ”a implementação do registro de voto impresso deve ser gradual e ocorrer de acordo com a disponibilidade de recursos do TSE (Tribunal Superior Eleitoral)”. Gilmar não fez, contudo, menção sobre a implementação do recurso para as eleições de outubro próximo.


Na sequência, o ministro Alexandre de Moraes divergiu das considerações do relator, afirmando que o voto impresso atenta contra o sigilo e a liberdade do voto e, portanto, declarou inconstitucional a lei de 2015, aprovada pelo Congresso Nacional, que previa a adoção da medida já para as eleições deste ano. Os ministros Luiz Edson FachinLuís Roberto BarrosoMarco Aurélio Mello Rosa Weber  acompanharam a posição de Moraes.

FONTE: VEJA
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados