Sábado, 28 de Maio de 2022
Especiais EMERGÊNCIA

Sul do Pará/ Helder Barbalho recebe prefeitos das cidades em situação de emergência

Prefeitos de nove cidades da região entregaram relatórios contendo dados dos problemas municipais

13/02/2018 às 02h48 Atualizada em 16/02/2018 às 16h59
Por: Redação Integrada Fonte: Portal Manancial
Compartilhe:
Ministro fala sobre a preocupação do governo federal com os fatos ocorridos e busca promover ações emergenciais.
Ministro fala sobre a preocupação do governo federal com os fatos ocorridos e busca promover ações emergenciais.

Por/Moraes Filho

Pelo menos nove cidades das regiões sul e sudeste do Pará foram castigadas por chuvas torrenciais que causaram grandes prejuízos para os moradores. Para averiguar a situação, o Ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, tomou a iniciativa de se reunir com os prefeitos das cidades atingidas, para obter informações sobre a problemática enfrentada por cada município.

O encontro foi na manhã desta segunda-feira (12), no auditório da Câmara Municipal de Xinguara, onde além do ministro e técnicos da Defesa Civil Nacional, compareceram também o deputado federal José Priante, e o deputado estadual, José Scaf, ambos do PMDB.

Prefeitos de Xinguara, Rio Maria, Conceição do Araguaia, Sapucaia, Eldorado dos Carajás, São Geraldo do Araguaia, Água Azul do Norte, Tucumã, São Félix do Xingu e Cumaru do Norte, relataram a situação de seus municípios e pediram ajuda do Governo Federal.

Prefeita Lucineia Oliveira de Bannach, expõe ao ministro a situação do município. Foto: Portal Manancial

Em sua fala o ministro Helder destacou a preocupação dos gestores municipais e lamentou a situação vivida pelas famílias prejudicadas. “O governo federal tem acompanhado todas as situações e se colocado à disposição para ajudar a contornar cada situação”.

Para o ministro é importante que as informações entregues pelos gestores à Defesa Civil, estejam corretas, e explicou dizendo que “não adianta os gestores municipais darem uma de espertos e incluírem outras ações que não sejam decorrentes das chuvas”. Primeiro disse Helder, os técnicos da Defesa Civil Nacional farão vistoria nos locais afetados, para que seja constatado se realmente o que foi informado pelas prefeituras é o que cada município precisa.

Ministro Helder durante visita a uma das residências afetadas (Foto: Flávio Marques)

De antemão foi solicitado de cada prefeitura as informações sobre os motivos para os atos de decretos de situação de emergência, para serem examinados. Para não deixar dúvidas, o Ministério da Integração Nacional pediu até a localização dos acontecimentos até por GPS.

Após a apresentação de um VT mostrando a situação de emergência vivida pelo município, o ministro Helder informou que através de emenda impositiva dos deputados da bancada paraense, no mês de agosto, alguns municípios do Pará estarão recebendo maquinários que devem contribuir para a reconstrução de áreas afetadas pelas chuvas.

Como detalhe, a Defesa Civil tem até 180 dias para a conclusão de seu relatório e enviar para o Ministério da Integração Nacional.

Recursos

Segundo Helder, após o recebimento dos projetos que as prefeituras devem apresentar, o próximo passo será o reconhecimento da situação de emergência pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), para que o Ministério da Integração Nacional disponibilize o recurso necessário às ações. “Fiz questão de estar na região para olhar de perto todos os problemas que estão ocorrendo, para que possamos encontrar soluções o mais rápido possível, garantindo recursos e trazendo tranquilidade às famílias”, disse.

A região sudeste é onde mais se concentram as ações da Defesa Civil. Em Xinguara, as enchentes provocaram estragos na BR-155, e 160 famílias ficaram alojadas em um ginásio de esportes. “Mais uma vez agradeço ao ministro Helder por essa dedicação e por tantas conquistas garantidas para Xinguara como 400 casas, equipamentos e asfalto”, disse o prefeito Osvaldinho Assunção.

 Já em Rio Maria, o nível do rio que tem o nome da cidade aumentou de seis para 9 metros. O prefeito Paulinho Dias disse que a cidade luta para superar essa dificuldade. “Gostaria de agradecer a atenção e dedicação do ministro Helder e dizer que é importante o atendimento emergencial que a Defesa Civil através do Ministério da Integração Nacional tem feito por nossa região”, afirmou.

As fotos abaixo são do Portal Manancial

Logo após a audiência na Câmara, Helder visitou as áreas que foram mais atingidas da cidade, como foi o caso de uma residência no setor Marajoara II, que fora soterrada, mas o morador retirado com vida.

De Xinguara, Helder seguiu para Conceição do Araguaia, que também foi atingida pelas enxurradas, comprometendo cerca de 7 mil quilômetros de estradas vicinais, além da destruição de pontes na zona rural. Ao lado do prefeito da cidade, Jair Martins, Helder vistoriou o bairro Vila da Amizade. “Estamos agilizando para entregar nosso relatório o quanto antes à Defesa Civil e resolver essa triste situação em nosso município”, disse o prefeito.

Helder encerrou a agenda em Parauapebas, onde vistoriou as áreas mais atingidas pelas fortes chuvas como Riacho Doce e bairro Liberdade. As águas do Rio Parauapebas atingiram 17 km dentro da cidade. Quase duas mil famílias foram atendidas pela Defesa Civil, sendo que 30 foram levadas para o abrigo da prefeitura e as demais foram para a casa de parentes ou amigos

ITAITUBA

Na sexta-feira (16), o ministro Helder estará em Itaituba, sudoeste do Pará, também visitando a região que é atingida por fortes chuvas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias