CONQUISTA GIF TOPO
OS MELHORES

Roberto Firmino, o melhor jogador ‘moral’ do Mundial de Clubes

Apesar da Bola de Ouro do torneio ter sido entregue para o egípcio Salah, foi o brasileiro que foi mais decisivo para o título do Liverpool

22/12/2019 21h42
Por: Moraes Filho
 Roberto Firmino empunha a taça do Mundial do clube ao lado do goleiro brasileiro Alisson, do Liverpool Francois Nel/Getty Images
Roberto Firmino empunha a taça do Mundial do clube ao lado do goleiro brasileiro Alisson, do Liverpool Francois Nel/Getty Images

Apesar de a Fifa ter escolhido o egípcio Mohamed Salah como melhor jogador da competição, o grande destaque do Mundial de Clubes foi, definitivamente o atacante brasileiro Roberto Firmino. O camisa 9 do Liverpool foi o autor de dois gols decisivos, um na semifinal contra o Monterrey, do México, e na grande decisão, o gol do título contra o Flamengo, na prorrogação da partid

Sobre o lance decisivo da partida, Firmino percebeu a falha de posicionamento do zagueiro Rodrigo Caio, do Flamengo. “No lance do gol, quando eu vi que o Sadio (Mané) dominou a bola eu corri e ele passou para mim. Vi também que o Rodrigo (Caio) veio me cobrir, então eu fui feliz no lance e finalizei e pude ajudar minha equipe.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O alagoano de 28 anos balançou a rede aos 9 minutos do primeiro tempo da prorrogação, destacou o desempenho do campeão da Taça Libertadores, que termina a competição no Catar como vice-campeão. “Foi um grande jogo. O Flamengo se portou bem, jogou de igual para igual. Vem fazendo um belo trabalho, com o técnico Jorge Jesus. Se portaram bem, mas a gente queria ganhar e mostrou mais uma vez que nosso time vem amadurecendo”, destacou.

Firmino fez questão de enaltecer a importância do título do Mundial para o elenco do time inglês. “Claro que queríamos o título. Nosso time mostrou que mereceu, e é uma sensação ótima ganhar mais um título, um mundial, que foi fruto do nosso trabalho da ‘Champions’. Não foi fácil, porque o Flamengo é uma equipe madura, vinha de boa temporada. Fico muito feliz com a vitória”, disse o autor do gol da decisão, em entrevista coletiva.

Herói da conquista do Mundial de 1981, Nunes foi convidado por PLACAR para comentar o jogo no relato publicado no site e não gostou da eleição de Mohamed Salah como melhor jogador da competição. “Tinha que ser o Firmino, porque ele fez o gol que deu o título para o Liverpool. O Salah é um craque, mas não jogou nada”, afirmou.

REVISTA VEJA

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários