Segunda, 19 de Outubro de 2020
Política AMAZÔNIA

Senado instala Frente Parlamentar em Defesa da Amazônia Legal

Senador Zequinha é eleito presidente da Frente Parlamentar da Amazônia Legal

05/10/2020 12h23
Por: Redação Integrada Fonte: AGÊNCIA sENADO
O senador Zequinha Marinho (na tela) é o presidente do grupo Fonte: Agência Senado
O senador Zequinha Marinho (na tela) é o presidente do grupo Fonte: Agência Senado

O Plenário do Senado aprovou a instalação da Frente Parlamentar em Defesa da Amazônia Legal. O senador Zequinha Marinho (PSC-PA) será o presidente da frente — ele foi o autor do requerimento para a instalação do grupo (RQS 2.427/2020). O senador Mecias de Jesus (Republicanos-RR) será o vice-presidente.

Zequinha Marinho afirmou que a Amazônia tem os piores índices de desenvolvimento humano (IDH) do país e uma estrutura de saneamento básico muito precária. Também disse que, apesar das riquezas naturais, os cerca de 25 milhões de habitantes da região ainda sofrem com muitas carências e dificuldades.

— A frente vai cuidar da região e vai trabalhar para colocar em pauta as principais questões e gargalos da nossa região — declarou o senador.

De acordo com a Resolução 24/2017, documento que instituiu a frente parlamentar, o grupo tem como objetivos defender os interesses da Amazônia Legal; priorizar o desenvolvimento sustentável e a proteção dos seus recursos naturais; e proteger os interesses socioeconômicos da região.

O colegiado é composto por 19 parlamentares e tem como objetivo a defesa do desenvolvimento sustentável, proteção de recursos naturais e interesses socioeconômicos da região.

“A frente vai cuidar da região e vai trabalhar para colocar em pauta as principais questões e gargalos da nossa da Amazônia Legal”, declarou o senador-presidente.

Outra finalidade da frente é promover amplo debate, com a participação de diversos segmentos da sociedade civil, sobre desenvolvimento sustentável e políticas públicas voltadas aos interesses da Amazônia Legal.

Compõem a Amazônia Legal os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Mato Grosso e Maranhão.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias