Sábado, 16 de Janeiro de 2021 (94) 99153-9530
Saúde PANDEMIA

Governo enviou verba emergencial da Covid para hospitais que não atendem pacientes da doença

Ministério da Saúde transferiu parte dos R$ 2 bilhões de recursos emergenciais destinados para controlar a pandemia do coronavírus para clínica de olhos, maternidades e hospitais psiquiátricos sem leitos para pacientes contaminados pelo vírus

05/12/2020 20h00 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Integrada Fonte: BRASIL 247
Eduardo Pazuello e cenas na pandemia por Covid-19 (Foto: Erasmo Salomão/MS | Reuters)
Eduardo Pazuello e cenas na pandemia por Covid-19 (Foto: Erasmo Salomão/MS | Reuters)

O Ministério da Saúde transferiu parte do recurso reservado para controlar a pandemia do coronavírus a entidades, Santas Casas e hospitais filantrópicos que não atendem pacientes com a Covid-19. 

Parte dos R$ 2 bilhões destinados foram recebidos por exemplo por clínica de olhos, maternidades e hospitais psiquiátricos sem leitos para pacientes contaminados pelo vírus, informa reportagem da Folha de S.Paulo.

A destinação foi feita por meio de duas portarias editadas pela pasta em maio deste ano, 1.393 e 1.448, assinadas pelo ministro Eduardo Pazuello, então interino na Saúde. 

Da lista dos beneficiados pelas portarias, seis hospitais e abrigos psiquiátricos receberam R$ 7,6 milhões, enquanto sete maternidades atendidas por associações de proteção à maternidade e à infância ganharam R$ 4,2 milhões.

Uma entidade filantrópica que fornece serviços de oftalmologia como “instrumento de inclusão social” de Goiás, por exemplo, recebeu R$ 188 mil. Em seu site, o grupo diz que os atendimentos são feitos por meio do SUS (Sistema Único de Saúde), convênios médicos e particulares.

Outro centro que oferece serviços de oftalmologia, em Londrina (PR), recebeu R$ 181 mil. A instituição diz ter principal foco no atendimento de pacientes do SUS, mas não tem tratamento para Covid.

Já um hospital de psiquiatria no município de Arapiraca (AL) recebeu R$ 2,5 milhões, e um albergue noturno que atende psicóticos e dependentes de álcool e drogas, em Loanda (PR), R$ 819 mil. Ligado à comunidade espírita, o local não atende pacientes com Covid-19, conforme informado por telefone.

Uma federação espírita em Curitiba recebeu R$ 722 mil. A ONG repassou o valor a um hospital psiquiátrico ligado à comunidade da denominação religiosa. A unidade informou, ao telefone, que não atende pacientes com coronavírus.

Uma maternidade de Buíque (PE), que recebeu R$ 923 mil, também disse não dispor de leitos para Covid. Quem liga para a unidade em busca de tratamento para a doença ouve que deve procurar um hospital do município.

Outra maternidade que fica no município de Rio Verde, interior do estado de Goiás, e recebeu R$ 766 mil, informou que recebe pacientes com coronavírus “só se a mãe estiver em trabalho de parto”.

Apesar de não terem leitos para a Covid, algumas destas unidades argumentaram que tiveram de aumentar gastos com equipamentos de proteção individual, aumento da jornada de funcionários, além de adaptações para manter o distanciamento social. Também afirmaram que ainda não aplicaram todos os recursos recebidos pelo governo e ainda fazem estudo de como utilizar.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias