Sábado, 15 de Maio de 2021 (94) 99153-9530
Cidades VOLTA AS ULAS

Xinguara: Sintepp afirma que não existe segurança para inicio das aulas presenciais

A posição do Sintepp Xinguara é de que não existe possibilidade de retorno às aulas enquanto durar a pandemia, visto que não existe segurança sanitária para um possível retorno

18/02/2021 11h55 Atualizada há 3 meses
Por: Redação Integrada Fonte: JORNAL MANANCIAL
Professora Maria Reis, coordenadora do Sintepp/Sub-sede Xinguara
Professora Maria Reis, coordenadora do Sintepp/Sub-sede Xinguara

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará subsede Xinguara, informou nesta quinta-feira (18), que é favorável ao retorno das aulas, somente após a pandemia da covid-19. “Neste momento não existe segurança para que venhamos enviar nossos filhos para as aulas presenciais”, explica Maria Reis, coordenadora da entidade no município.

O Pará possui 575 mil estudantes na rede pública – as aulas estão suspensas desde 18 de março como forma de prevenção à pandemia ocasionada pelo novo coronavírus.

A previsão é que as atividades sejam retomadas em agosto. Porém, para os membros do Ministério Público o retorno deve ocorrer de forma coerente, considerando o cenário da pandemia em cada município.

Ouvida pelo Jornal Manancial, a coordenadora sindical disse que nesse momento a volta as aulas no município é uma questão muito complexa, e que a orientação do sindicato é que todas as atividades da categoria só retornarão após a imunização. “Não basta as escolas estarem ofertando mascaras, álcool e gel. É preciso que todos os trabalhadores em educação estejam  imunizados, assim como os alunos e seus familiares, porque criança e adolescente também pegam covid”, alertou.

Eu não me sentira segura, ainda que tivesse tomado a vacina, porque tem essa segunda cepa, então seria uma precipitação assegurar que teríamos aula presencial nesse primeiro momento sem antes ver os resultados do que possa vir acontecer, mesmo  com a imunização, acrescentou.

'Não existe segurança para retorno", diz categoria

Recentemente a Secretaria Municipal de Educação-SEMED publicou vídeo convidando pais de alunos para fazer as matriculas dizendo que o período letivo teria inicia no próximo dia 8 de março.

Para o Sintepp essa noticia pegou todos de surpresa porque ninguém foi chamado para discutir o assunto, nem sindicato e nem a sociedade. Logo que assistir esse vídeo, nós procuramos o secretário de Educação [Genival Fernandes] de forma virtual e marcamos para essa sexta-feira (19), uma reunião presencial entre Sintepp e Semed, para discutirmos o assunto, afirmou Maria Reis.

Antes do inicio das atividades educacionais do ano, a categoria defende que seja necessário ouvir o Comitê Epidemiológico para saber a dimensão da doença, o Conselho Municipal de Educação, Sintepp e até mesmo os pais dos alunos.

“Sinceramente eu não tenho coragem de deixar meus filhos irem para as aulas presenciais, e nós orientamos aos trabalhadores em educação que não aceitem a proposta de retorno. Saúde é tudo e vida só se tem uma”, questiona a coordenadora.

“A posição do Sintepp Xinguara é de que não existe possibilidade de retorno às aulas enquanto durar a pandemia, visto que não existe segurança sanitária para um possível retorno”, destacou.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sobre o município
Notícias de Xinguara - PA
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias