Sábado, 27 de Fevereiro de 2021 (94) 99153-9530
Dólar comercial R$ 5,61 1.659%
Euro R$ 6,77 +0.77%
Peso Argentino R$ 0,06 +1.57%
Bitcoin R$ 285.936,13 +3.144%
Bovespa 110.035,17 pontos -1.98%
Economia FINANCIAMENTO

Banco do Brasil destina R$ 16 bilhões para pré-custeio do agro

Também foi anunciado que o banco não cobrará mais tarifa na análise de crédito nas operações de renovação

23/02/2021 17h35 Atualizada há 3 dias
Por: Redação Integrada Fonte: GOVERNO FEDERAL
 O pré-custeio está disponível para as lavouras de soja, milho verão, algodão, arroz, cana-de-açúcar e café. - Foto: banco de imagens
O pré-custeio está disponível para as lavouras de soja, milho verão, algodão, arroz, cana-de-açúcar e café. - Foto: banco de imagens

O presidente do Banco do Brasil, André Brandão, anunciou, nesta terça-feira (23), montante de R$ 16 bilhões para o custeio antecipado das atividades agrícolas na safra 2021/22.

No custeio antecipado, o produtor rural pode usar o crédito para adquirir antecipadamente insumos, tratos da lavoura, mudas e sementes, ração e medicamentos. Com a compra antecipada, o produtor rural consegue melhores condições de preço e mercado.

O pré-custeio está disponível para as lavouras de soja, milho verão, algodão, arroz, cana-de-açúcar e café.

No crédito antecipado, as taxas de juros são de 5% ao ano para médios produtores e 6% ao ano para demais produtores.

O presidente do Banco do Brasil, André Brandão, acrescentou que a expectativa é alcançar R$ 210 bilhões na carteira de crédito do agro do banco este ano.

Brandão anunciou ainda que o banco não cobrará mais tarifa na análise de crédito nas operações de renovação a partir de hoje.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias