Sábado, 17 de Abril de 2021 (94) 99153-9530
Política OPERAÇÃO

Exército decide retirar tropas que fazem segurança da maior apreensão de madeira da história do Brasil, na divisa do Pará com Amazonas

No ofício enviado à Policia Federal, o Exército não informou os motivos da retirada

25/02/2021 21h05
Por: Redação Integrada Fonte: PORTAL OESTADONET, com informações da Folha de São Paulo
Toras de madeira nativa apreendidas durante a Operação Handroanthus GLO, da Polícia Federal, no oeste do Pará - Polícia Federal/Divulgação
Toras de madeira nativa apreendidas durante a Operação Handroanthus GLO, da Polícia Federal, no oeste do Pará - Polícia Federal/Divulgação

Realizada em conjunto com a Polícia Federal, a operação ocorreu em dezembro do ano passado e capturou 130.000m³ de madeira supostamente extraída de maneira ilegal.

Uma operação da Polícia Federal na divisa do Pará com o Amazonas culminou na maior apreensão de madeira nativa da história do Brasil. Ao longo dos últimos dias, os agentes retiveram 131,1 mil m3 de toras, volume suficiente para a construção de 2.620 casas populares.

As 43.700 toras estão dispersas por diversas esplanadas (pátios de madeira) ao longo dos rios Mamuru e Arapiuns, uma região de 20 mil km2, tamanho comparável a Sergipe.

Desde então, grupos das Forças Armadas fazem segurança de material apreendido em pelo menos dois pontos (ambos no Pará).

Em um ofício enviado à PF no dia 19 de fevereiro o chefe do Estado-Maior do Comando Conjunto Norte (do Exército) informou que os militares vão deixar os locais para retornar às suas sedes. Não há explicação do motivo.

A operação foi batizada de Handroanthus GLO, que une o nome científico do ipê, a árvore mais cobiçada pelos madeireiros na Amazônia, à sigla da Garantia da Lei e da Ordem, o marco legal que autoriza o emprego das Forças Armadas no combate a crimes ambientais na Amazônia.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias