Sábado, 17 de Abril de 2021 (94) 99153-9530
Saúde CORONAVÍRUS

Pesquisador da Fiocruz diz que 'poucas variantes são tão perigosas como a descoberta no AM'

“Temos outras linhagens circulando, mas nenhuma delas chega perto do tamanho do problema causado pela P1 hoje” diz.

04/03/2021 18h04 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Integrada Fonte: G1 GLOBO
Reprodução/Secom Manaus
Reprodução/Secom Manaus

Na manhã de hoje, 4, o vice-diretor de pesquisa da Fiocruz Amazônia, Felipe Naveca, afirmou em entrevista que entre todas as linhagens de coronavírus circulando atualmente, poucas são tão preocupantes como a variante P1, linhagem descoberta no Amazonas. O cientista afirma que por ser mais transmissível e conter uma carga viral elevada, ela provoca um aumento no número de casos e, consequentemente, de mortos.

“Temos outras linhagens circulando, mas nenhuma delas chega perto do tamanho do problema causado pela P1 hoje” diz.

Atualmente, a variante brasileira e as de origem na África do Sul e Reino Unido são classificadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como ‘variantes de preocupação’, que são as mais importantes hoje em dia. O pesquisador chega a afirmar que, no laboratório, os cientistas se referem às cepas como ‘as P1’, que são as variantes de preocupação, e ‘as não P1’, que se referem às outras.“Às vezes, as pessoas estão preocupadas com quantas variantes nós temos. A gente poderia ter 20, mas se eu tenho uma P1 da vida, eu estaria mais preocupado com essa uma P1. Então, mais importante do que o número de linhagens é saber se nós temos uma dessas que certamente é mais preocupante. E nós temos”, ressaltou.

A cepa brasileira foi identificada em novembro e, em dezembro, 50% dos casos investigados no estado já eram com essa variante. Em janeiro, a linhagem somava mais de 90% das infecções. No último mês, a Fiocruz já confirmou três casos de reinfecção no estado com a P1, além de ter outros três sob investigação. “A P1 está dominando entra as linhagens que estão circulando no Amazonas "Se seguir a tendência, ela (a variante) já está chegando perto de ser absoluta”, disse Naveca.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias