Sexta, 14 de Maio de 2021 (94) 99153-9530
Polícia RITUAL/SACRIFÍCIO

Grupo religioso de Bragança realiza ritual para sacrificar duas crianças com objetivo de acabar com a Covid-19

A polícia foi acionada e conseguiu impedir o ritual.

16/04/2021 16h07 Atualizada há 4 semanas
Por: Redação Integrada Fonte: COM PORTAL TAILÂNDIA/O LIBERAL/REDES SOCIAIS
Grupo religioso de Bragança realiza ritual para sacrificar duas crianças com objetivo de acabar com a Covid-19

Nesta quinta-feira (15), algumas pessoas da comunidade do Treme na vila de Eldorado em Bragança, nordeste paraense prepararam um ritual para sacrificar duas crianças em troca de acabar o covid-19 do mundo. A cena absurda foi registrada por um dos moradores.

A polícia foi acionada e conseguiu impedir o ritual. No vídeo o líder religioso está  rezando com uma criança nos braços enquanto outra criança está presa em crucifixo. Com a chegada da Polícia o líder religioso entrega a criança de colo a equipe e os outros populares retiram a outra criança do crucifixo.

No vídeo é possível ver a relutância dos moradores para impedir o ritual. Veja:

Segundo informações, os moradores que aparecem nos vídeos são integrantes de uma igreja católica na comunidade. Foi informado que as crianças são maltratadas e que recentemente a morte de um bebê foi registrado, mas não se sabe a causa do falecimento.

O grupo religioso é acusado de assassinar outras crianças que desapareceram na comunidade sem explicação nenhum.

Ao Jornal O Liberal a conselheira Rosa Quemel, que recebeu a denúncia de um morador da comunidade, explica que as equipes viveram momentos de tensão no local, já que houve bastante resistência da família e os moradores estavam revoltados.

"Só conseguimos resgatar três crianças na hora do sufoco. Um bebê de 1 ano e três meses era o que mais estava sofrendo com essa situação. A família não queria que a gente tirasse a criança porque estavam fazendo uma espécie de reza. Só que a criança chorava muito de fome e de sede, assim como as outras", detalha. Também foram resgatadas duas crianças de oito e dez anos.

Segundo ela, houve tentativa de diálogo, mas os familiares estavam irredutíveis. "O Conselho tentava dialogar, mas não tinha como, estavam todos transtornados.

Com a chegada da Polícia, todos correram para dentro da casa e se trancaram. Também vimos uma idosa que se alimentava bem pouco. Segundo eles, uma aparição de Nossa Senhora teria dito que eles precisavam desses sacrifícios físicos. Verificamos um trauma físico cruel, maus tratos.

Nunca tinha visto nada como isso na minha vida", detalhou. As informações de que as crianças seriam sacrificadas durante a cerimônia religiosa e se o ocorrido tinha relação com uma crença de cura da covid-19 não foram confirmadas.

A Polícia Civil informou que está investigando o caso por meio da Superintendência Regional do Caeté. Ainda segundo a PC, novas diligências serão realizadas a partir dos depoimentos coletados para apurar o caso e identificar todos os envolvidos. A PC não confirmou a prisão de nenhum dos envolvidos.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sobre o município
Notícias de Bragança - PA
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias