Sexta, 14 de Maio de 2021 (94) 99153-9530
Política IMPRENSA LIVRE

Repórteres são agredidos por apoiadores de Bolsonaro

Fãs do atual presidente ameaçaram e expulsaram jornalistas. O repórter da TV Cultura, Diogo Puget, recebeu até um empurrão de um agressor.

25/04/2021 21h00
Por: Redação Integrada Fonte: DOL
 Momento em que Diogo Puget foi agredido. | Reprodução
Momento em que Diogo Puget foi agredido. | Reprodução

Aglomeração, forte calor, cartazes que misturavam mensagens bíblicas com ameaças, pessoas sem máscara em meio a uma pandemia... Os fãs de Jair Bolsonaro não escondiam a expectativa pela chegada do atual presidente na última sexta-feira (24), em Belém.

No tumulto, uma série de fatos lamentáveis ocorreram, principalmente por causa da presença de jornalistas que estavam lá apenas para trabalhar, cuja função é fundamental para uma democracia.

Bolsonaro sem máscara cumprimenta seguidores em Belém

Bolsonaro causa aglomeração e fila gigante por cesta básica

Bolsonaro desembarcou em Belém para fazer entregas simbólicas de cestas básicas, porém, a informação que seriam entregues uma quantidade grande dos alimentos se alastrou, levando centenas de pessoas ao local. Com a grande quantidade de pessoas, o cerimonial precisou fazer mudanças, o que provocou grande descontentamento. No entanto, este não foi o momento mais tenso e mesmo agressivo registrado.

Alguns dos seguidores de Bolsonaro coagiram, ofenderam e até mesmo empurraram alguns dos profissionais da imprensa. Um deles foi o repórter Diogo Puget, da TV Cultura, que foi impedido de gravar sua "passagem", isto é, momento em que aparece falando diretamente com os telespectadores na reportagem em vídeo.

Ele precisou ir para o lado de fora, onde estavam os apoiadores do presidente, para fazer isso. “Eu construo meu texto com a ordem cronológica dos fatos. A situação das Fake News sobre doação de cestas levou muitas para a frente do primeiro portão [da Base Aérea], onde seria de fato o evento”, explicou o profissional.

Porém, os apoiadores não gostaram de ouvir o repórter e relatar os fatos e começaram a hostilizá-lo, com o intuito de expulsá-lo do local.

“Tendo uma paciência e educação de explicar para eles o nosso objetivo, que esse era o inicio do texto e que eu falaria sobre as cestas básicas, dos investimentos apresentados no evento, não fui ouvido e ninguém quis conversar”, contou Diogo.

Veja:

Depois disso começou um "empurra empurra" entre algumas pessoas e Puget foi retirado do local. Um homem, com postura agressiva, chega a dar um empurrão nas costas do repórter, como é possível ver nas imagens. Prevendo tumulto e atos de violência por parte dos apoiadores do ex-deputado federal, policiais militares estavam no local e conseguiram conter os manifestantes, fazendo a escolta da equipe de imprensa.

O fotógrafo Felipe Bispo Vale também registrou outro momento em os trabalhadores quase foram atacados pelos apoiadores do presidente. No vídeo gravado por ele, é citado que o clima estava tenso por conta dessas ameaças.

 

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias