Sexta, 14 de Maio de 2021 (94) 99153-9530
Cidades GESTÃO EDUCACIONAL

Xinguara: Educação faz balanço de 100 dias de governo e exalta o trabalho coletivo

Só ano passado o senador Zequinha Marinho, injetou quase R$ 10 milhões em obras no município

29/04/2021 19h09 Atualizada há 1 semana
Por: Redação Integrada Fonte: JORNAL O REPÓRTER
A obra com recursos federais e parceria com o município tem investimento de R$ 493.209,49
A obra com recursos federais e parceria com o município tem investimento de R$ 493.209,49

A pasta educacional é uma das mais importantes do governo municipal e movimenta por ano mais de R$ 50 milhões para manutenção da rede. Mensalmente a educação aquece a economia do município com a bagatela superior a R$ 2 milhões.

Avaliação diagnóstica, parcerias que aumentam a segurança da comunidade escolar, reforma de escolas, novas obras em andamento e muito diálogo virtual com os profissionais da educação e os alunos da rede municipal de ensino por meio de encontros, formações, consultas e visitas e pagamento em dia. Essa é a síntese das principais ações desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Xinguara – SEMEC, nesses 100 primeiros dias de gestão do prefeito Moacir Pires de Faria.

Sede da SEMEC Xinguara. Foto: O Repórter

Graças ao trabalho coletivo tudo vem dando certo e vários projetos importantes para a Educação de Xinguara estão em andamento, com destaque para a reforma das escolas Jader, Betel, Sinderela, Jair Ribeiro e investimentos na proteção de servidores e alunos, nesse período de pandemia.

Construção da quadra coberta no bairro Marajoara II. Foto: O Repórter

“Desde a gestão do professor e atual Vice-Prefeito Vilmones Silva, a pasta educacional trabalha de forma planejada implementando o conjunto de ações que visam ampliar o diálogo entre a secretaria e os servidores da Educação e melhorar as condições de trabalho por meio de ações pedagógicas e investimentos em infraestrutura e todo suporte necessário aos alunos”, conta o secretário Genival Fernandes.

Investimento

Como a previsão era iniciar as aulas de forma presencial em 15 de março, a Semec investiu R$ 400.000,00 (quatro centos mil reais) em despesas com reformas e adequações das unidades de ensino às normas sanitárias exigidas por causa da Covid-19.

Os estabelecimentos além da reforma ganharam uma série de regras e instruções de segurança necessários para garantir o retorno seguro de alunos e professores, como é o caso do distanciamento, termômetro, pedalGel, mascara, protetor facial, e adaptações com lavatórios para a higienização dos alunos.

O planejamento de infraestrutura prever para os próximos dias, a reforma da Escola Ciranda Cirandinha - inclusive com climatização de salas de aula - e da creche Professor Pardal. O investimento será acima de R$ 200 mil.

“Nosso departamento de projeto que capita recursos não para e mantém conexão direta com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, pois nosso objetivo é a qualidade do ensino em nosso município”, afirma Genival.

FOTO:  O REPÓRTER

Só ano passado o senador Zequinha Marinho, injetou quase R$ 10 milhões em obras e já estamos colhendo frutos, pois temos quatro obras em andamento com cerca de 4 milhões de reais de investimentos, prosseguiu.

Recentemente foram assinadas ordens de serviços para construção de duas creches, uma no distrito de Rio Vermelho e outra no bairro Mariazinha. No bairro Marajoara II teve início a construção da quadra de esporte da escola Betel, atendendo um sonho antigo dos moradores.

Com a implantação do sistema municipal de Educação, Professora Yeda Gomes, toda regulação das atividades escolares estará a cargo do sistema, coisa que irá melhorar bastante o atendimento e a agilidade dos serviços.

Aulas online

Para oferecer melhor qualidade no ensino via online os educadores foram capacitados para esse novo formato de educação, e por outro lado, a Semec melhorou sua plataforma central, por onde o professor insere as atividades para os alunos acompanharem em casa.

Na avaliação do secretário esse novo formato não é tarefa fácil já que os professores chegam a trabalhar até mais da carga horária que é de 8h/dia. Elaboram as atividades, inserem na plataforma e fazem a correção.

Secretário de Educação, professor Genival Fernandes. "Graças ao trabalho coletivo tudo vem dando certo e vários projetos importantes para a Educação de Xinguara estão em andamento". Foto: Manancial

Educação para todos

O compromisso da Semec chega até aqueles alunos que não têm cesso a plataforma digital. Para isso, cinco ônibus estão reservados para levar as atividades aos alunos de localidades de difícil acesso a internet, como é o caso da Escalada, Paraiso do Araguaia e Vale do Araguaia, na zona rural. O material é levado na segunda e na sexta é recolhido, justamente para não deixa-los desamparados, pois a preocupação é com a qualidade do ensino.

“Nossa Rede Municipal de Educação é composta por profissionais sérios, capacitados e por trabalhadores comprometidos com a missão de educar nossas crianças. Nossas ações até aqui e daqui para frente têm objetivos em comum: valorizar e proporcionar melhores condições de trabalho para nossos profissionais e aumentar a aprendizagem de nossos alunos”, afirma Genival.

Professores fazendo entrega do trabalho escolar aos alunos da zona rural. Foto: Ascom/Semec

Na Secretaria todos acreditam que as aulas presenciais só serão possíveis após a vacinação de servidores, professores (as) e alunos. Mas está no planejamento do governo que no mês de maio 25% da capacidade de alunos deverá estar assistindo as aulas presenciais.

Atualmente, a rede municipal tem cerca de 9.300 alunos e mais de 650 funcionários. Como detalhe, 60% dos servidores educacionais são da área de risco e muitos dos quais com vários tipos de comorbidade.

Vacinação

Até o momento não há definição de quando professores e pessoal de apoio serão vacinados em Xinguara. A expectativa é grande para a chegada desse dia, entretanto, estão na escala 9ª de prioridades para receber a vacinação.

Valorização

A gestão da Semec ao longo dos anos sempre pautou pelo bom relacionamento com todos (as). Lotação de professores de forma democrática há mais de oito, sem perseguir ninguém.

Hoje dentro da secretaria praticamente 100% dos servidores têm sua carga horaria máxima que é de 200h. Outro fator positivo está na responsabilidade de pagamento em dia, honrando compromisso e valorizando o servidor. São mais de R$ 2 milhões de reis que circulam mensalmente no município.

Kit Alimentação

Nesse período de aulas online, está sendo utilizado o Kit de Alimento composto por seis itens, a saber, pacote de arroz, óleo, feijão, macarrão, extrato, bolacha, tomate, flocão, banana e mandioca que são entregues para as crianças mais necessitadas. 20% vem da Agricultura Familiar.

‘Além de garantir um cardápio saudável a jovens e crianças da rede pública, também garante o sustento e a renda das famílias que sobrevivem da agricultura familiar’, diz o secretário.

Vale salientar que nos dois primeiros meses não houve entrega do Kit Alimentação em virtude de o governo mandar o recurso de fevereiro e março só no final de março.

Quadra poliesportiva da primeira escola de Xinguara, Escola Acy de Barros Pereira. Foto: O Repórter

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sobre o município
Notícias de Xinguara - PA
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias