Segunda, 14 de Junho de 2021 (94) 99153-9530
Saúde ATUALIZAÇÃO

Covid-19: regiões do Pará saem do bandeiramento vermelho

Número de infectados pela doença e ocupação de leitos também tiveram redução na última semana

07/05/2021 07h42
Por: Redação Integrada Fonte: DOL
 Quatro regiões saíram do bandeiramento vermelho | Alex Ribeiro/Agência Pará
Quatro regiões saíram do bandeiramento vermelho | Alex Ribeiro/Agência Pará

Após reunião do Comitê Científico da Secretaria de Saúde do Pará (Sespa) com a Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) sobre a situação da Covid-19 em todas as regiões do Estado, mudanças de bandeiramento e novidades a respeito do número de infectados pela doença foram divulgados.

O comunicado foi feito na noite desta quinta-feira (6) pelo governador Helder Barbalho, que adiantou o recado: o número de diagnosticados com o novo coronavírus teve “uma clara redução, como também a pressão de demanda de leitos no sistema de saúde”. Essa diminuição, vale frisar, foi comparada com a última semana.

VEJA MAIS:

Donos de bares apresentam plano de reabertura em Marabá

"Segunda onda" de Covid-19 no Pará é menor que no Brasil

“Mesmo que nós tenhamos reduzido a oferta de leitos, já mudando o perfil de leitos de UTI para outras enfermidades que precisam também da atenção do sistema, continua a redução também no percentual de ocupação”, ressaltou.

Mudança no bandeiramento

Essa expressiva redução no número de casos fez com que as regiões Marajó Ocidental, Araguaia, Carajás e Xingu saíssem do bandeiramento vermelho para o bandeiramento laranja, não sendo mais necessárias as medidas restritivas como o toque de recolher ou a proibição do acesso às praias de sexta a segunda.

As demais regiões do Estado, entre elas a Região Metropolitana, permanecem no bandeiramento laranja.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias