Segunda, 14 de Junho de 2021 (94) 99153-9530
Mundo Cristão PRISÃO

Pastor é preso por realizar culto em meio à restrições da Covid-19, no Canadá

O Serviço de Polícia de Calgary afirmou que a aplicação da lei “reconhece o desejo das pessoas de participar de reuniões religiosas, bem como o direito de protestar”, mas que busca “garantir a segurança e o bem-estar de todos”.

10/05/2021 20h11 Atualizada há 2 dias
Por: Redação Integrada Fonte: Folha Gospel com informações de The Christian Post
O pastor Artur Pawlowski e seu irmão, Dawid Pawlowski, foram presos após deixarem um culto em Calgary, Canadá, em 8 de maio de 2021.
O pastor Artur Pawlowski e seu irmão, Dawid Pawlowski, foram presos após deixarem um culto em Calgary, Canadá, em 8 de maio de 2021.

O pastor Artur Pawlowski e seu irmão, Dawid Pawlowski, foram presos após deixarem um culto em Calgary, Canadá, em 8 de maio de 2021.

O pastor canadense Artur Pawlowski, que expulsou a polícia de sua igreja depois que eles tentaram encerrar um culto durante a Semana Santa, e seu irmão, Dawid Pawlowski, foram presos por realizar uma reunião presencial “ilegal” em meio à restrições da Covid-19 estabelecidas por uma nova ordem judicial, no Canadá.

Referindo-se aos Pawlowskis da Street Church em Calgary, Alberta, o Calgary Police Service disse em um comunicado que seus oficiais “cumpriram legalmente” a ordem judicial prendendo os dois homens..

Um vídeo postado no YouTube mostra que o Calgary Police Service enviou pelo menos cinco veículos da polícia para prender os dois na rua. Os irmãos se ajoelharam na estrada e se recusaram a andar sozinhos durante a prisão.

Uma voz pode ser ouvida dizendo aos oficiais: “Que vergonha, rapazes, isto não é a China comunista. Você não tem família e filhos? O que aconteceu com ‘Canadá, Deus mantenha nossa terra gloriosa e livre?’ ”

Em seu comunicado, o Serviço de Polícia de Calgary disse que atendeu “proativamente” a “um organizador de um serviço religioso com a ordem do tribunal para garantir que os cidadãos que compareciam ao culto de sábado cumprissem as atuais ordens de saúde pública contra a Covid-19”

“Esta ordem impõe novas restrições aos organizadores de protestos e manifestações que exigem o cumprimento das ordens de saúde pública, incluindo mascaramento, distanciamento físico e limites de comparecimento”, disse.

Os irmãos Pawlowski “foram presos e acusados ​​de organizar uma reunião pessoal ilegal, incluindo solicitar, incitar ou convidar outras pessoas a participar de uma reunião pública ilegal, promover e comparecer a uma reunião pública ilegal, acrescentou.

O Serviço de Polícia de Calgary afirmou que a aplicação da lei “reconhece o desejo das pessoas de participar de reuniões religiosas, bem como o direito de protestar”, mas que busca “garantir a segurança e o bem-estar de todos”.

Artur Pawlowski, que nasceu na Polônia e viveu sob o domínio soviético durante parte de sua infância, compartilhou um vídeo que documenta a visita de policiais à sua igreja no mês passado.

Eles me querem na prisão, querem nos prender apenas porque ousamos adorar a nosso Deus e queremos fazê-lo em paz”, disse.

Em um vídeo anterior, que mostrava a polícia tentando fechar a igreja durante a Semana Santa, Pawlowski recebeu aplausos de pessoas em todo o mundo por suas ações em ordenar à força os policiais – incluindo um policial e um oficial de saúde pública – saíssem da propriedade da igreja depois que eles interromperam uma missa pascal.

O vídeo que documenta seu encontro com a polícia local se tornou viral, recebendo mais de 3 milhões de visualizações.

Ao longo do vídeo, Pawlowski é visto dizendo aos policiais para “dar o fora”. Ele também ordenou que eles “não voltassem sem um mandado” e os chamou de “Gestapo” e “psicopatas nazistas”. Cerca de um minuto após o início do vídeo, eles começaram a sair da propriedade.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias