Quinta, 28 de Outubro de 2021
°

-

Colunistas FORA DO CARGO

Após denúncias, cai o 17º ministro de Bolsonaro

Na pasta do Meio Meio Ambiente desde o início do governo Bolsonaro, Ricardo Salles é o 17º ministro a deixar o cargo em 18 meses do mandato do presidente, que tem 23 ministérios

24/06/2021 às 08h43 Atualizada em 24/06/2021 às 09h16
Por: Redação Integrada Fonte: Diógenes Brandão
Compartilhe:
Salles já é alvo de dois inquéritos no STF por suspeita de favorecimento a madeireiros. Imagem: Lula Marques.
Salles já é alvo de dois inquéritos no STF por suspeita de favorecimento a madeireiros. Imagem: Lula Marques.

O ex-ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles é investigado por favorecer madeireiros e garimpeiros, após carregamento de madeira oriunda do Pará ter sido interceptada nos Estados Unidos. Ele é acusado de atrapalhar as investigações da PF.

A exoneração foi publicada no Diário Oficial da União. Joaquim Álvaro Pereira Leite foi nomeado por Bolsonaro como substituto no comando da pasta, nesta quarta-feira, 23.

Ricardo Salles, agora como ex-ministro, continua sendo alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal por supostamente ter atrapalhado investigações sobre apreensão de madeira que saiu do Pará, em direção aos EUA.

A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos identificou a remessa ilegal de diversas toras de madeira, que não tinham documentos de autorização expedidos pelo IBAMA. O escritório do órgão federal de Meio Ambiente em Belém foi acionado e confirmou a irregularidade.

Daí em diante, o ministro tentou se equilibrar no cargo, mas o estrago estava feito e o esquema de corrupção em sua pasta começou a ser investigado e soma-se a mais um – o da compra da vacina Covaxin – que juntos, acabam por colocar em xeque a narrativa de que o governo não tem corrupção e desafiar a reeleição do atual presidente, que em Maio, chegou a defender Ricardo Salles dizendo que ele era “excepcional”.

Ontem, Bolsonaro afirmou que o acusado promoveu o casamento “quase perfeito” entre a agricultura e o meio ambiente.

“Herança de ministério é uma penca de processos”, afirmou Bolsonaro após criticar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que autorizou investigação sobre ministro.

HERÓI OU BANDIDO?

“O Salles não é e nem nunca foi o herói do Agro. Ele é o herói mesmo é da bandidagem, da safadeza, da pilantragem”, disse Gregório Duvivier, eu seu programa Greg News, na HBO, onde revela a ficha criminal do ministro do Meio Ambiente e que o ex-ministro foi dedurado pelo IBAMA de Belém. Assista aqui.

site da Revista Fórum elencou os escândalos de Ricardo Salles, ex-ministro do Meio Ambiente de Bolsonaro que passou a boiada no Brasil.

No dia que sabemos do superfaturamento de vacinas, cai Salles, o tal Weintraub caiu no dia que Queiroz foi preso, se não me engano, patrão tá nervoso…

Zélia Ducan, cantora brasileira.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias