Terça, 27 de Julho de 2021 (94) 99153-9530
Saúde VACINAÇÃO

Pará: Mais de 2.600 doses vencidas da AstraZeneca teriam sido aplicadas no Estado

Casos de vacinação fora do prazo são investigados, mas prefeituras dizem que erro aconteceu apenas nas informações dos dados

04/07/2021 00h52 Atualizada há 3 semanas
Por: Redação Integrada Fonte: Manancial com Folha de São Paulo/Viva Bem Uol
Problema foi detectado com a vacina AstraZeneca. De acordo com a Sociedade de Imunologia, caso a vacina seja inócua, recomenda-se repetir dose - (Foto: Joel Saget/AFP - 11/3/21)
Problema foi detectado com a vacina AstraZeneca. De acordo com a Sociedade de Imunologia, caso a vacina seja inócua, recomenda-se repetir dose - (Foto: Joel Saget/AFP - 11/3/21)

Dados do Ministério da Saúde mostram que pelo menos 26 mil doses vencidas da vacina AstraZeneca foram aplicadas na população, em 1.532 cidades do país, comprometendo a proteção contra a covid-19. Segundo o levantamento publicado pelo jornal Folha de S.Paulo, Belém do Pará é a segunda cidade com maior numero de pessoas imunizadas incorretamente, 2.673 aplicações.

De acordo com informações do DataSUS, o número dos lotes que estariam vencidos e a data de validade, são, respectivamente:

4120Z001 (29 de março)

4120Z004 (13 de abril)

4120Z005 (14 de abril)

CTMAV501 (30 de abril)

CTMAV505 (31 de maio)

CTMAV506 (31 de maio)

CTMAV520 (31 de maio)

4120Z025 (4 de junho)

Se você recebeu a AstraZeneca, as informações do lote estão no cartão de vacinação recebido no dia da aplicação. Caso você tenha sido imunizado com um produto de um desses lotes e após a data de validade, entre em contato com uma unidade de saúde da sua cidade para saber como proceder, pois municípios alegam que nenhuma vacina vencida foi aplicada e houve uma divergência de dados no DataSus

Em nota à Folha de São Paulo, o Ministério da Saúde informou "que acompanha rigorosamente todos os prazos de validade das vacinas Covid-19 recebidas e distribuídas" e que "as doses entregues para as centrais estaduais devem ser imediatamente enviadas aos municípios pelas gestões estaduais. Cabe aos gestores locais do SUS o armazenamento correto, acompanhamento da validade dos frascos e aplicação das doses, seguindo à risca as orientações do Ministério."

O que diz a Fiocruz?

Em nota, a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) informou que os lotes listados na reportagem da Folha não foram produzidos pela instituição.

A Prefeitura de Belém informou que não aplicou nenhuma dose de vacina vencida. "Não procedem e são equivocadas, portanto, as informações da reportagem veiculada no jornal Folha de São Paulo", diz nota enviada à imprensa.

Em entrevista à rádio CBN, o diretor do Departamento de Vigilância em Saúde da capital de Belém , Claudio Guedes Salgado, afirmou que nenhuma vacina vencida foi aplicada na população da capital do Pará. "É importante que a gente esclareça ao público em geral essa situação. Belém não aplicou nenhuma dose vencida. Estamos refutando completamente essa informação que está lá na Folha de São Paulo. E refutamos, inclusive, quando a reportagem entrou em contato conosco para perguntar se tínhamos aplicado essas vacinas. Enviamos uma resposta e essa resposta está na própria Folha como erro de registro. E esses erros de registros podem acontecer".

VEJA OS LOCAIS QUE APLICARAM DOSES VENCIDAS NO SUL E SUDESTE DO PARÁ

Postagem do Portal Manancial

Veja aqui para maiores detalhes da publicação da Folha

Mas afinal, o que acontece se você tomar uma vacina vencida?

"Quando a vacina é aplicada fora do prazo de validade, é considerado um erro programático e a dose deve ser repetida", explica Juarez Cunha*, presidente da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações).

A preocupação, conforme explica o especialista, é que a pessoa fique desprotegida. "Não é esperado nenhum outro tipo de reação além das relatadas para os tipos específicos de vacina. A dica é ficar de olho na validade, não só para os imunizantes, mas com qualquer outro produto consumido, como alimentos e remédios."

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias