Quinta, 28 de Outubro de 2021
°

-

Geral VIOLÊNCIA

Homem é preso na casa do pai após agredir mulher no Bairro Liberdade

Nessa ocorrência, agressor e vítima estavam alcoolizados

20/09/2021 às 15h50
Por: Redação Integrada Fonte: PORTAL DEBATE CARAJAS
Compartilhe:
Foto: Ilustração
Foto: Ilustração

MARABÁ, SUDESTE DO PARÁ — O fim de semana terminou mal para cinco homens, que foram presos pela prática do crime de violência doméstica, em Marabá, no sudeste do Pará. Todos os envolvidos foram autuados em flagrante.

 

Na madrugada de sábado (18), Caio Lúcio Queiroz da Silva foi preso após lesionar o rosto de uma mulher na Folha 16, Núcleo Nova Marabá. O suspeito confessou a autoria do delito.

Bruno Souza do Nascimento estava embriagado e agrediu fisicamente a companheira de diversas formas, inclusive com puxões de cabelo. Ele foi apresentado na madrugada de sábado por vias de fato e violação do domicílio no âmbito doméstico.

Já na manhã de sábado, Marcelo da Silva dos Santos foi preso na casa do pai após agredir a mulher, que apresentava lesões na boca e nos dedos das mãos, e fugir do local do crime. Tanto o agressor quanto a vítima apresentavam sinais de embriaguez alcoólica. O caso foi registrado no Bairro Liberdade, Núcleo Cidade Nova.

Na madrugada de domingo (19), Kleedson Gomes Lima foi preso por ter agredido fisicamente a companheira no Bairro Bela Vista. A mulher foi encontrada pelos policiais com o rosto lesionado e ensanguentado.

Durante a tarde de domingo, depois de supostamente dar um soco na mulher, Sebastião Pereira Oliveira recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia. O caso foi registrado no Bairro Independência, Núcleo Cidade Nova.

Todos os cinco agressores, que permanecem à disposição das autoridades, foram apresentados pela Polícia Militar. (Portal Debate Carajás)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias