Domingo, 26 de Junho de 2022
Política POLÍTICA

Bolsonaro diz que pautas LGBT são uma forma de destruir família e desgastar o Governo

O presidente falou sobre o assunto ao comentar sobre o ministro André Mendonça, seu indicado ao STF

13/01/2022 às 00h10 Atualizada em 13/01/2022 às 00h14
Por: Redação Integrada Fonte: Com informações do Poder 360
Compartilhe:
Crédito: Alan Santos/PR
Crédito: Alan Santos/PR

Nesta segunda-feira, 10, o presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que as pautas LGBTs são uma forma de “destruir a família” e “dominar o povo”. O presidente criticou o ativismo relacionado à causa e afirmou que o tema é usado para “desgastar” o governo.

“Tem LGBT que conversa comigo sem problema nenhum. Tem muita gente que a gente descobre que é [LGBT] depois e o cara tinha um comportamento completamente normal e não tem problema nenhum. Isso tudo são pautas para desgastar. Uma das maneiras de você dominar o povo é você destruir a família com essas pautas”, disse em entrevista ao canal Jovem pan.

O presidente falou sobre o assunto ao comentar sobre o ministro André Mendonça, seu indicado ao STF. Segundo ele, com a chegada do magistrado na Corte “as pautas voltadas para ideologia de gênero caíram”.

“Está uma tranquilidade para a família tradicional. E não é só a família tradicional, não. O pessoal que vai morar aí,  dois homens e duas mulheres, a maioria deles não quer essa promiscuidade toda. Eles querem é trabalhar, cuidar da vida deles e ser feliz entre quatro paredes. Não fica com esse ativismo de todo mundo tem que aceitar isso daqui, botar na escola”, disse.

Bolsonaro declarou que seu antagonismo relacionado às pautas LGBT o promoveu enquanto ainda era deputado federal.

“Aquilo lá me promoveu porque é uma coisa que não era normal para a gente. Começar a querer falar para criancinha se vai ser menino ou menina quando tiver 10, 12 anos não tem cabimento isso. Até um pai que acaba…um pai não, um casal ‘homo’ que adota uma criança quer a normalidade para aquela pessoa", acrescentou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias