Domingo, 26 de Junho de 2022
Cidades POLÍTICA REGIONAL

“Inferno astral” de Darci Lermen e vereadores de Parauapebas

Prefeito e vereadores estão terminando uma semana bastante agitada, no mundo político da Capital do Minério.

27/02/2022 às 07h46 Atualizada em 27/02/2022 às 07h50
Por: Redação Integrada Fonte: (Portal Debate)
Compartilhe:
Crédito: Redes sociais
Crédito: Redes sociais

A vida do Prefeito de Parauapebas, Darci José Lermen (MDB), não está nada fácil, pois uma série de problemas vem tirando o sono do gestor de uma das cidades mais ricas do Brasil. Vamos aos fatos. Na manhã desta quinta-feira (24), O desembargador Mairton Marques Carneiro, do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, tornou sem efeito a cassação do mandato do vereador, “Aurélio Goiano” (PSD), no dia no dia 21 de outubro de 2021, inimigo ferrenho de Darci Lermen, e determinou a imediata reintegração do parlamentar à Câmara Municipal de Parauapebas (CMP).

Nesta sexta-feira (25, o juiz Lauro Fontes Júnior, da Fazenda Pública de Execução Fiscal da Comarca de Parauapebas, afastou, por 30 dias, o secretário municipal de Educação de Parauapebas, José Leal Nunes, indicado político da vereadora e amiga do prefeito, Eliene Soares (MDB). O magistrado entendeu que as escolas não estavam cumprindo as medidas de biossegurança, em relação à covid-19, para o retorno das aulas presenciais. Na sentença, o juiz só faltou, em palavras textuais, chamar o “Professor Leal” de fantoche.

Para complicar ainda mais a vida do gestor, mesmo com a autorização da Câmara Municipal, a viagem para Dubai, capital dos Emirados Árabes, com o objetivo de visitar a “Urban Planning – Expo Dubai” e conhecer novas tecnologias “pegou muito mal” diante da população, porque a cidade está jogada às traças, cheia de buracos e matagal. Além disso, o erário público está arcando com uma bagatela de quase R$ 200 mil só em passagens e diárias da trupe de Darci e de seu super secretário Keniston Braga (PP).

Como se não bastassem as “cagadas do dia”, os Advogados de defesa de Darci Lermen e “João do Verdurão” (PDT) tentaram postergar a última audiência, nesta sexta-feira (25), relativa ao processo que investiga o crime de abuso de poder econômico nas eleições 2020, porém o juiz, Celso Quim Filho, não aceitou os argumentos dos advogados e ouviu duas testemunhas. O prefeito foi denunciado pelo “laranja” do esquema que “doou” R$ 500 mil para a campanha de Darci, em 2020, sem ter uma “ruela” no bolso.

No final da audiência, Celso Filho concedeu 2 dias úteis para a defesa apresentar as considerações finais e afirmou que em mais 3 dias úteis ele daria a sentença final, ou seja, o prefeito de Parauapebas poderá retornar de Dubai com o mandato cassado porque ele e sua comitiva passarão 10 dias na terra dos “Sheiks”. Por outro lado, depois da sentença de Mairton Carneiro, o Presidente da Câmara Municipal, vereador Braz (PDT), não sabe o que fazer com a “bomba ambulante”, chamada “Aurélio Goiano”.

Nas redes sociais, existe uma movimentação gigantesca para acompanhar a reintegração ao cargo de “Aurélio Goiano”, na sessão do dia 8 de março de 2022. Áudios e memes estão desgastando a imagem dos vereadores devido ao processo arranjado de afastamento do cargo do polêmico parlamentar. Fato é que existe o chamado “vácuo de poder” em Parauapebas e estão surgindo novas lideranças políticas.

Nos últimos dias, existe muita gente sorrindo da lambança protagonizada por Eliene Soares (MDB), Francisco Eloécio (Republicanos), Leandro do Chiquito (Pros), Josivaldo da Farmácia (PP), Israel Miquinha (PT), Luiz Castilho (Pros), Léo Márcio (Pros), Elias da Construforte (PTB), Rafael Ribeiro (MDB), Josemir Santos (Pros), Zacarias Marques (PP), Ivanaldo Braz (PDT), Zé do Bode (MDB) e Joel do Sindicato (PDT), vistos como ventríloquos de Darci Lermen e Keniston Braga para cassar o mandato de “Aurélio Goiano”. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias