Sábado, 28 de Maio de 2022
Cidades ATAQUE DE JACARÉ

Indígena da etnia munduruku de 10 anos morre após ser atacado por jacaré em Itaituba, PA

Devido os gritos da criança, o pai, correu, pulou na água e ainda conseguiu resgatar o corpo do filho, que estava sendo levado pelo animal, mas infelizmente o mesmo não resistiu

05/05/2022 às 14h35
Por: Redação Integrada Fonte: Com Blog do Junior Ribeiro
Compartilhe:
 (Foto: Reprodução Blog do Junior Ribeiro)
(Foto: Reprodução Blog do Junior Ribeiro)

Segundo informações apuradas pelo BLOG DO JUNIOR RIBEIRO, o pai do indígena JOELSON PALACI APIAKÁ MUNDURUKU, de 10 anos, aluno da 4ª serie, estava torrando farinha em um barraco da aldeia próximo ao rio, onde seu filho JOELSON banhava, em um local não tão fundo, quando der repente foi atacado ferozmente por trás pelo jacaré, considerado de médio porte.

Devido os gritos da criança, o pai, correu, pulou na água e ainda conseguiu resgatar o corpo do filho, que estava sendo levado pelo animal, mas infelizmente o mesmo não resistiu a gravidade das mordidas do animal e veio a falecer.

 (Foto: Reprodução Blog do Junior Ribeiro)

Na quarta-feira (04), uma criança de 10 anos morreu, após ser atacada por um jacaré enquanto tomava banho de rio com o irmão no município de Itaituba, sudoeste do Pará. Os meninos moram na aldeia Boa Fé, que fica dentro da Terra Indígena Munduruku.

Os garotos estavam tomando banho no trecho do Rio Tapajós que passa pela aldeia quando a vítima foi surpreendida pelo jacaré que chegou por trás e atacou as costas da criança.

O irmão saiu correndo para chamar o pai, mas o animal já havia levado o menino para fundo do rio. O pai da vítima saiu em busca do filho e encontrou, horas depois, no fundo do rio já sem vida. O corpo da criança foi enterrado na quinta-feira (05), na aldeia que pertencia.

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar do Pará (CBM-PA), pelos ferimentos, mesmo sem ter destruído o corpo da criança, não há dúvidas de que se trata de ataque de jacaré. "Esses bichos costumam abocanhar e levar as vítimas para o fundo dos rios, causando a morte por afogamento", disse o tenente coronel do CBM-PA, Celso Piquet.

Em um vídeo postado nas redes sociais, o pai aparece carregando nos braços o corpo do filho, chorando bastante, fato que causou uma grande tristeza na comunidade indígena que está de luto.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias