Domingo, 26 de Junho de 2022
Cidades EMANCIPAÇÃO

Alepa aprova plebiscito sobre a criação do município Sudoeste

As propostas são do desmembramento da Gleba Sudoeste (São Félix do Xingu) e do Brejo Grande do Meio (Marabá). Definição é do Governo Federal

26/05/2022 às 09h46 Atualizada em 26/05/2022 às 09h50
Por: Redação Integrada Fonte: DOL
Compartilhe:
Os deputados aprovaram ainda a delegação do transporte intermunicipal para a iniciativa privada | Celso Lobo / Alepa
Os deputados aprovaram ainda a delegação do transporte intermunicipal para a iniciativa privada | Celso Lobo / Alepa

A Assembleia Legislativa aprovou a realização de mais dois plebiscitos relacionados a desmembramento de distritos: o de Gleba Sudoeste, em São Félix do Xingu, e o de Brejo Grande do Meio, em Marabá. As propostas são de autoria da mesa diretora da casa de leis e foram aprovadas na sessão de ontem (24), por unanimidade pelos parlamentares. Na semana passada, os parlamentares também aprovaram plebiscitos para ouvir a população sobre a emancipação de outras sete localidades.

A deputada estadual Heloísa Guimarães (PSDB) lembrou que, há mais de 20 anos, as pessoas desses distritos esperam por esse momento. “Esta casa cumpre seu papel, vamos brindar essa conquista e levar mais desenvolvimento ao nosso Pará. Após aprovado e publicado o decreto, o próximo estágio é levá-lo ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE)”, reforçou.

O presidente do Poder Legislativo, deputado Francisco Melo, o “Chicão” (MDB), fez questão de explicar como se dá o processo, e o que cabe ao parlamento estadual na questão. A Alepa não tem o poder, e a Constituição Federal, hoje, não permite a emancipação de municípios. “O que a casa tem feito, por meio da Comissão de Divisão Administrativa do Estado e Assuntos Municipais, são os estudos técnicos para saber se há viabilidade ou não de esses distritos se tornarem municípios. Espero que os deputados estejam levando essa mensagem também. Tem que ter conhecimento da legislação em vigência no Brasil. Tenho pautado nas sessões, mas quando reúno com as comissões da Alepa sobre o tema, digo que iremos fazer nossa parte, mas não depende de nós a emancipação político-administrativa dessas localidades no Pará”, detalhou.

Como funciona criação de municípios

A então presidente da República, Dilma Rousseff (PT), vetou integralmente em 2014 o Projeto de Lei Complementar (PLC) 397/14, que continha novas regras para criação de municípios, porque “causaria desequilíbrio de recursos dentro do estado e acarretaria dificuldades financeiras não gerenciáveis para os municípios já existentes”. Desde então, vários parlamentares e governadores questionaram a regra em vigor - incluindo o governador Helder Barbalho (MDB), que em dezembro do ano passado ajuizou, no Supremo Tribunal Federal (STF), Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão para que seja declarada a demora do Congresso Nacional em editar lei complementar federalsobre o período para a criação de municípios.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias